Design Sem Nome (7)

Commander Limited x Tiggo 8: SUVs de 7 lugares

Espaçosos, SUVs são boa opção para quem tem família grande. Trazemos aqui as principais diferenças entre os modelos


  1. Home
  2. Comparativos
  3. Commander Limited x Tiggo 8: SUVs de 7 lugares
Guilherme Silva
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Jeep Commander foi lançado em agosto de 2021 com a missão de conquistar os consumidores de SUVs de sete lugares, que até então tinham o Caoa Chery Tiggo 8 como única opção de compra abaixo dos R$ 200 mil.

Se na época do lançamento o Commander tinha uma competitiva tabela de preços que começava em R$ 199.990 na versão Limited T270 (exatamente o mesmo valor que o Tiggo 8 TXS custa atualmente), hoje a versão de entrada do Jeep já parte dos R$ 212.990 após sucessivos aumentos.

Apesar da diferença de preços (quantia suficiente para pagar parcelas do IPVA ou do seguro), Jeep Commander e Caoa Chery Tiggo 8 têm algumas semelhanças que podem deixar o comprador em dúvida na hora de fechar o negócio. Afinal, qual deles vale mais a pena comprar?

Dimensões

Fabricado em Goiana (PE), o Commander utiliza uma versão atualizada da plataforma Small Wide Body do Compass. Segundo a Jeep, uma nova arquitetura foi desenvolvida para abrigar o entre-eixos 16 centímetros mais longo, as bitolas mais largas (distância entre as rodas de cada eixo) da carroceria mais espaçosa. As suspensões também são exclusivas do SUV de sete lugares.

Com isso, o Jeep Commander mede 4,77 metros de comprimento, 1,68 m de altura, 1,86 m de largura e 2,79 m de entre-eixos. O porta-malas acomoda 661 litros de bagagem ou 233 litros com a terceira fileira de bancos em uso. Já o peso em ordem de marcha da versão Limited flex é de 1.685 kg, mas pode chegar a 1.908 kg na configuração Overland turbodiesel, dotada de mais equipamentos, transmissão de nove marchas e componentes da tração 4x4.

O Tiggo 8, por sua vez, é o maior carro que a Caoa Chery produz no Brasil - mais precisamente em Anápolis (GO). O SUV de 1.600 kg ostenta 4,70 m de comprimento, 1,70 m de altura, 1,86 m de largura e 2,71 m de entre-eixos. O seu porta-malas acomoda 500 litros de bagagens quando a terceira fileira de bancos não está em uso.

Caoa Chery Tiggo 8 2021 Brasil (1)
Caoa Chery Tiggo 8 é o maior carro da marca no Brasil, com 4,70 m de comprimento e 2,71 m de entre-eixos
Crédito: Divulgação
toggle button

Motorização

Na versão confrontada com o Caoa Chery Tiggo 8 TXS, focada no público mais urbano, o Jeep Commander Limited T270 é movido pelo motor GSE 1.3 turboflex com injeção direta, que entrega 180 cv de potência com gasolina ou 185 cv quando abastecido com etanol (5.750 rpm). O torque máximo de 27,5 kgf.m a 1.750 rpm é atingido com qualquer um dos combustíveis.

Esse propulsor está disponível apenas com o câmbio automático Aisin de seis marchas e tração dianteira.

Já o Tiggo 8 leva sob o capô um motor 1.6 turbo movido somente a gasolina, que gera 187 cv de potência a 5.500 rpm e 28 kgf.m de torque a 2.000 rpm. Também disponível apenas com tração dianteira, o SUV utiliza um câmbio automatizado de sete velocidades e dupla embreagem banhada a óleo.

Caoa Chery Tiggo 8 2021 Brasil
Modelo da Caoa Chery é empurrado por motor 1.6 turbo a gasolina, que gera 187 cv de potência e 28 kgf.m de torque
toggle button

Desempenho e consumo

De acordo com os dados de fábrica, o Jeep Commander Limited T270 acelera de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos e atinge a velocidade máxima de 202 km/h.

O consumo declarado pelo Inmetro é de 9,8 km/l com gasolina e 6,9 km/l com etanol na cidade. Na estrada, o Jeep faz 11,8 km/l e 8,3 km/l (gasolina e etanol). A autonomia do tanque de 61 litros é de até 720 km com gasolina.

Jeep Commander Limited Flex 2022
Consumo do Jeep de sete lugares é de 9,8 km/l com gasolina e 6,9 km/l com etanol na cidade
Crédito: Divulgação
toggle button

Segundo a Caoa Chery, o Tiggo 8 precisa de 9 segundos para atingir os 100 km/h e tem velocidade máxima de 180 km/h.

Já o consumo de gasolina é de 9,8 km/l na cidade e 12 km/l na estrada. A autonomia fica limitada a 612 km devido ao tanque de combustível de 51 litros ser menor que o do Jeep.

Equipamentos

Desde a versão Limited T270, o Jeep Commander é equipado de série com sete airbags, faróis full LED, rodas de liga leve de 18 polegadas, bancos de couro e camurça na cor preta, painel de instrumentos eletrônico com tela de 10,25”, central multimídia de 10,1” com plataforma Adventure Intelligence e espelhamento sem fio para smartphones Android e Apple, carregador de celular por indução, chave presencial, banco do motorista com ajustes elétricos e abertura elétrica da tampa do porta-malas, entre outros.

Jeep Commander é equipado com painel de instrumentos eletrônico com tela de 10,25”, central multimídia de 10,1”
Crédito: Divulgação
toggle button

Jeep ainda conta com o ADAS, pacote de assistências de condução que adiciona controle de cruzeiro adaptativo, detecção de pedestres, ciclistas ou motociclistas com frenagem autônoma de emergência, sensores de ponto cego e de tráfego cruzado, alerta de mudança de faixa, detecção de fadiga do motorista, reconhecimento de placas de trânsito, ajuste automático do facho alto do farol e assistente automático de estacionamento (Park Assist).

Tiggo 8 TXS também tem um bom nível de equipamentos, mas ainda deve as assistências de condução, mas possui um sistema de câmeras com visão em 360º. O SUV da Caoa Chery possui apenas seis airbags contra sete do rival por não ter a bolsa que protege os joelhos do motorista em caso de acidente. No entanto, o Tiggo 8 conta com o teto solar panorâmico, disponível somente na versão topo de linha Overland do Commander.]

Caoa Chery Tiggo 8 tem bom nível de equipamentos e sistema de câmara com visão 360 graus
Crédito: Divulgação
toggle button

Conclusão

Para quem faz questão do aparato tecnológico das assistências de condução, o Jeep Commander Limited T270 (R$ 212.990) até justifica os R$ 13 mil cobrados a mais. Mesmo sem ter esses itens, o Caoa Chery Tiggo 8 TXS (R$ 199.990) ainda oferece um bom conjunto para o consumidor que prefere economizar uma grana suficiente para bancar as principais despesas do veículo. Vale lembrar que ambos possuem garantia de fábrica de três anos ou 100 mil km (o que ocorrer primeiro).

Comentários