Peugeot 3008 vs. Jeep Compass

Novo Peugeot 3008 vs. Jeep Compass: estilo ou 4x4?

Comparamos os equipamentos de versões equivalentes, dimensões e dados mecânicos para te ajudar na decisão de compra


  1. Home
  2. Comparativos
  3. Novo Peugeot 3008 vs. Jeep Compass: estilo ou 4x4?
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Hoje vamos comparar as virtudes de dois importantes modelos recém-atualizados no segmento de SUVs médios. Um duelo entre Peugeot 3008 e Jeep Compass, dois utilitários que agora são do mesmo grupo automotivo, a Stellantis. Tão próximos, mas tão diferentes...

O Peugeot 3008 é mais focado no estilo e na ousadia do design, além de oferecer belíssimo pacote de equipamentos por valores entre R$ 229.990 e R$ 249.990. O Jeep Compass, nessa faixa de preço, vem sempre equipado com motorização a diesel, câmbio de nove marchas e tração 4x4 -  começa em R$ 208.798 com esse conjunto e chega a R$ 229.473 nas versões Trailhawk/Limited.

Peugeot 3008 e Jeep Compass

Para equiparar as propostas, vamos comparar a versão de entrada do Peugeot 3008, a Griffe, de R$ 229.990, com as mais caras do Compass, Trailhawk/Limited, que são muito parecidas (e idênticas no preço) e custam R$ 229.473.

Mas atenção: este comparativo, assim como todos os nossos duelos aqui no WM1, não tem como objetivo eleger um vencedor, e sim decifrar muito bem cada proposta dos modelos comparados a fim de deixar claro com qual deles o leitor mais se identifica. E, cá entre nós, hoje falamos de dois ótimos SUVs médios com preços praticamente idênticos e super bem equipados.

 Peugeot 3008 vs. Jeep Compass: um tem muito estilo e design ousado; o outro, mais sóbrio, tem foco no 4x4
Peugeot 3008 vs. Jeep Compass
Legenda: Peugeot 3008 vs. Jeep Compass: um tem muito estilo e design ousado; o outro, mais sóbrio, tem foco no 4x4
Crédito: WM1
toggle button

Proposta

Como citado, as versões que se equivalem são as de R$ 230 mil - a de entrada do Peugeot e as topo de linha do Jeep. Desse modo, comparamos aqui dois SUVs médios com propostas diferentes, apesar de pertencerem ao mesmo segmento e custarem o mesmo.

O Peugeot tem proposta mais urbana e ousada. Vem com design arrebatador, mas com motor de 1,6 litro a gasolina e sistema de tração dianteira - na prática, um carro familiar, com amplo porta-malas e bom espaço traseiro, capaz de proporcionar viagens folgadas por estradas pavimentadas em finais de semana.

O Jeep, por sua vez, acrescenta à proposta o fato de ser movido por conjunto a diesel, equipado com um sistema de tração integral, o que lhe dá uma série de benefícios em situações fora-de-estrada. É diferencial para muitos compradores - com câmbio automático de nove marchas, pode transpor terrenos acidentados em trechos off-road que o Peugeot não consegue atravessar.

Dimensões

Justamente por isso, o Compass tem melhores ângulos de ataque (ou de entrada) e saída, além de melhor vão livre do solo. O Peugeot 3008 tem 20º de ângulo de entrada, 29º de saída e vão livre de 21,9 cm (a distância entre o chão e a base do assoalho); já o Jeep responde com 29,1º de entrada, ótimos 33,1º de saída e 22,8 cm de vão livre.

Já em termos de dimensões, o 3008 dá o troco por ser maior. São 4,45 m de comprimento, 1,84 m de largura, 1,63 m de altura e 2,68 m de entre-eixos, contra 4,42 m, 1,82 m, 1,65 m e 2,64 m, respectivamente, do rival. Se porta-malas for primordial para você, o Peugeot é mais negócio: são 520 litros, contra apenas 388 do modelo da marca norte-americana.

Motor, câmbio e dados técnicos

Dois SUVs com motor turbo, um a gasolina e outro a diesel. Isso significaria, em teoria, que o carro com motor a gasolina seria o mais rápido (em termos de velocidade final) e o modelo a diesel, o mais econômico. Mas será que é isso que acontece com Peugeot 3008 e Jeep Compass?

Vamos analisar os dados. O 3008 é movido pelo excelente motor 1.6 THP (turbo de alta pressão), feito em parceria com a BMW, capaz de render 165 cv e 24,5 kgf.m de torque e acoplado a uma caixa de câmbio automática de seis marchas. Em números de desempenho, 0 a 100 km/h em 8,9 segundos e velocidade máxima de 206 km/h.

O Jeep, por sua parte, vem equipado com o 2.0 turbodiesel de 170 cv e 35,7 kgf.m de torque, que é escalonado por um sistema de transmissão automático de nove velocidades. Com esse conjunto, acelera de 0 a 100 km/h em 10 segundos cravados e consegue chegar a 194 km/h. Primeira teoria constatada.

Agora vamos aos dados de consumo. Segundo informações do Inmetro, o Peugeot 3008 consegue fazer 9,8 km/l na cidade e 12,1 km/l na estrada com gasolina, o que corresponde a 519 quilômetros de autonomia no ciclo urbano e 641 kms no rodoviário. O Compass, por ser a diesel, como falamos, dá um show nesse quesito: 10,2 km/l e 13,4 km/l, que resultam em 612 quilômetros na cidade e 804 na estrada.

Equipamentos

De um lado, um SUV mais urbano, espaçoso, moderno e rápido. Do outro, um mais clássico, capaz no off-road e mais econômico. Afinal, com qual deles você mais se identifica? Talvez a escolha dependa do nível de equipamentos, que é o que veremos agora.

O Peugeot 3008 na versão Griffe vem de série com ar-condicionado de duas zonas com comandos pela central multimídia; direção elétrica; trio elétrico; freio de estacionamento por botão; câmera 360º; assistente de estacionamento; seletor de modos de condução (Normal, Sport e Eco); detector de fadiga; sensor crepuscular; leitor de placas; sistema de ponto cego, seis airbags, controle de tração e estabilidade e assistente de partida em rampas.

A central multimídia é representada por uma tela digital de oito polegadas que tem compatibilidade com CarPlay e Android Auto por fio (10 polegadas só na versão mais cara, a GT, de R$ 250 mil). E, para recarga de smartphones, há uma entrada USB na frente e duas novas atrás, além de um carregador por indução no console central.

Além disso, tem tampa do porta-malas com acionamento sem as mãos (basta uma passada de pé pelo sensor, que fica próximo à saída de escapamento), bancos de couro Nappa com memorizador de posição e ajuste elétrico, rodas aro 19" e teto solar panorâmico com comandos elétricos.

Opcionalmente, em um pacote chamado "Drive Assist Plus", o 3008 Griffe pode ter controle de cruzeiro adaptativo com função Stop And Go compatível com o sistema start-stop; permanência na faixa com corretor automático de trajetória; sistema de frenagem automática de emergência (com detector de pedestres e ciclistas, dia e noite, de 5 km/h até 140 km/h) e alerta de risco de colisão.

Peugeot 3008 2022 (10)
Desenho do Peugeot 3008 é elegante, agressivo e ousado. O do Jeep Compass é mais clássico
Crédito: André Deliberato/WM1
toggle button

O Jeep, por seu lado, vem com sete airbags (um a mais que o Peugeot, para os joelhos do motorista), controles de estabilidades e tração, faróis full-LED, central multimídia Uconnect de 10,1 polegadas com Android Auto e CarPlay (sistema da Apple pode ser sem fio), bancos de couro, painel de instrumentos com tela colorida em TFT de sete polegadas, carregador de celular sem fio e retrovisor antiofuscante.

Na Limited, o Compass tem rodas de 19”; já na Trailhawk, são aro 17" e têm desenho exclusivo. Nas duas, no entanto, o carro vem com sistema assistente de estacionamento (Park Assist), alerta de ponto cego e banco do motorista com ajuste elétrico. Na Trailhawk, por fim, o teto é pintado de preto, os pneus são de uso misto e há adesivos sobre o capô e suspensão mais alta.

Opcionalmente, há dois pacotes: o High tech - que acrescenta ao carro abertura eletrônica do porta-malas e abertura com sensor de presença, como no 3008; aviso de colisão frontal com frenagem de emergência e detecção de pedestres e ciclistas; aviso de mudança de faixas; banco elétrico para o passageiro; comutação automática de faróis; detector de fadiga; ACC (sem Stop & Go); sistema de reconhecimento de placas de trânsito e sistema de som da Beats de 506W  com oito alto falantes e um subwoofer - e o teto solar panorâmico, além de uma série de acessórios da Mopar.

No fim das contas, para se equiparar ao 3008 Grife em termos de equipamentos, o Compass cobra R$ 19.434 a mais de opcionais (R$ 10.234 do primeiro pacote e R$ 9.200 do teto solar), o que faz com que seu preço chegue a R$ 248.907, praticamente o preço da configuração mais cara do Peugeot.

Compass ganhou novo painel, com tela flutuante, volante multifuncional e quadro de instrumentos em TFT
Crédito: Ricardo Rollo/WM1
toggle button

Conclusão

No fim das contas, como adiantamos, Jeep Compass e Peugeot 3008 são dois ótimos veículos familiares. Um maior, mais espaçoso, ligeiro em arrancadas e voltado para a cidade; outro mais clássico, também muito moderno, com ótima capacidade no fora-de-estrada e mais econômico.

A partir de agora, a decisão é do comprador, mas o que podemos deixar é uma certeza: com três anos de garantia para ambos, qualquer decisão não deixará de ser um ótimo negócio.

Comentários