Peugeot Landtrek x Toyota Hilux

Peugeot Landtrek x Toyota Hilux: duelo a diesel

O que a nova picape da PSA pode oferecer para desbancar uma das queridinhas do mercado brasileiro? Vamos descobrir agora


  1. Home
  2. Comparativos
  3. Peugeot Landtrek x Toyota Hilux: duelo a diesel
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Peugeot Landtrek x Toyota Hilux? A PSA, no ano passado, antes da fusão com a FCA que criou o grupo Stellantis, apresentou a picape Landtrek para o mercado latino-americano. A previsão é de que o modelo chegue no primeiro semestre 2022 no Brasil. Grande aposta da empresa francesa no segmento de picapes médias, chega primeiro ao México (onde terá motor 2.4 turbo a gasolina de 210 cv), em 2021, e deve estrear no Brasil no primeiro semestre do ano que vem.

Por aqui, não terá vida fácil - pelo contrário, sua concorrência será forte, contra rivais como Toyota Hilux, Chevrolet S10, Ford Ranger e Nissan Frontier, entre outras. Por conta disso, o WM1 já decidiu imaginar como será o duelo da picape da Peugeot contra a da Toyota, uma das queridinhas do mercado nacional em termos de motorização a diesel.

Peugeot Landtrek x Toyota Hilux

No México, a versão de entrada é a Allure 4x2 com câmbio manual. O modelo tem seis airbags, Isofix, controle de estabilidade, direção com assistência, câmera traseira 180º, sensores de estacionamento traseiros, sistema multimídia com tela de 10 polegadas e conectividade com Android Auto e CarPlay, além de cobertura de caçamba, rodas de liga leve aro 17', vidros elétricos e ar-condicionado manual.

Já na versão topo de linha, chamada 4 Action, a Landtrek acrescenta câmera 360º, tração 4x4 com bloqueio do diferencial traseiro, ar-condicionado digital, bancos revestidos em couro, chave presencial, faróis e luzes diurnas em LED, sistema de navegação por GPS, quadro de instrumentos digital e rodas aro 18'.

Em ambas as versões, o motor é um 2.4 turbo a gasolina, que entrega 210 cv e 32,6 kgf.m de torque, com câmbio manual ou automático de seis marchas - o sistema de tração é 4x2 na caixa mecânica e 4x4 na automática. Por aqui, porém, a Landtrek deverá ser empurrada por um motor 1.9 turbodiesel de 150 cv e 35,7 kgf.m.

Landtrek
Peugeot Landtrek x Toyota Hilux: duelo poderá ser visto e bem quente no Brasil a partir de 2022
Crédito: Divulgação
toggle button

A picape da Peugeot tem 5,33 m de comprimento, 1,96 m de largura, 1,82 m de altura e 3,18 m de entre-eixos. A capacidade de carga é de mais de uma tonelada; já a de reboque pode chegar a 3.000 kg.

A Landtrek "nacional" será montada no Uruguai, no complexo da Nordex, em Montevidéu - terceirizada que já é responsável pela produção das vans Citroën Jumpy e Peugeot Expert. No México, a picape custa a partir de 504.900 pesos, o equivalente a R$ 135.477. Por aqui, dificilmente os preços ficarão abaixo de R$ 200 mil.

Landtrek
Picape média da Peugeot, Landtrek vai chegar para brigar com Hilux, Frontier e outras médias do segmento
Crédito: Divulgação
toggle button

E a Hilux?

Para equiparar o duelo, vamos trazer dados da versão SR C/D 4x4 da picape da Toyota, equipada com o motor 2.8 turbodiesel e câmbio automático, que custa R$ 262.590 - a última antes de o modelo da marca japonesa partir para as configurações com motorização V6.

O modelo vem com sete airbags (um a mais que a rival), Isofix, controles eletrônicos de estabilidade e tração e direção elétrica (hidráulica na Landtrek), mas em contrapartida o sensor de estacionamento traseiro não está na lista (só câmera de ré). No multimídia, tela de 10" e som JBL, com espelhamento de smartphones por CarPlay e AndroidAuto, conexão via Bluetooth, reprodutor de DVD e até TV digital.

Nova Toyota Hilux 2021
Nova Toyota Hilux recebeu retoques visuais na linha 2021, que chegou ao Brasil no final de 2020
Crédito: Divulgação
toggle button

A Hilux, assim como o modelo da Peugeot, também vem equipada com rodas de liga leve aro 18" e tração 4x4 com bloqueio do diferencial traseiro, bem como bancos de couro, chave presencial, faróis e luzes diurnas em LED e navegador GPS. Em relação à Landtrek, pelo menos na parte de conveniência, só não tem o quadro de instrumentos digital, embora ofereça um sistema de bancos ventilados.

Outra importante novidade da recente reestilização da picape da Toyota é o motor 2.8 turbodiesel que foi aprimorado para entregar 204 cv e 50,9 kgf.m de torque - o propulsor é combinado a uma transmissão automática de seis marchas e tração 4x4 com caixa reduzida. Anteriormente, gerava 177 cv e 45,9 kgf.m. Ou seja, números bem superiores aos da rival do grupo Stellantis.

Na Hilux, são 5,32 m de comprimento, 1,86 m de largura, 1,82 m de altura e 3,09 m de entre-eixos - dados, portanto, menores que o da concorrente. A capacidade de carga do modelo da Toyota é de uma tonelada; já a de reboque encosta nos 3.500 kg. No fim das contas, duas boas picapes médias com dados e até visual muito parecidos. Resta saber como será a estratégia de vendas da Landtrek.

Toyota Hilux 2021 mudou pouco de traseira, mas recebeu muito mais equipamentos
Crédito: Divulgação
toggle button

Comentários