O Canal de notícias da Webmotors

Últimas Notícia

Comparativo: Toyota Yaris XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI

Qual é a melhor compra: Yaris Sedan ou Virtus?

Colocamos frente a frente as versões topo de linha do Toyota e do Volkswagen para responder: qual é a melhor compra?

    • Desempenho
    • Desempenho
    • 14,9/4000 kgfm/rpm
    • Consumo Gasolina
    • Consumo Gasolina
    • Cidade: N/A
      Estrada: N/A
    • Consumo Álcool
    • Consumo Álcool
    • Cidade: N/A
      Estrada: N/A
    • Porta Malas
    • Porta Malas
    • 473 litros
    • Câmbio
    • Câmbio
    • N/A
8.8

Overview

Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 tem transmissão automática CVT. Seu objetivo é entregar, por um preço mais em conta, todas as características do Corolla.


  • + Lista de equipamentos de série
  • + Consumo de combustível baixo
  • - Espaço interno poderia ser maior
  • - Falta de performance do conjunto mecânico
 
  1. Home
  2. Comparativos
  3. Qual é a melhor compra: Yaris Sedan ou Virtus?
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Qual a melhor compra: Toyota Yaris Sedan ou Volkswagen Virtus? Colocamos os dois jovens integrantes do segmento dos sedãs compactos frente a frente para responder de uma vez por todas qual é a melhor opção para quem procura um carro espaçoso e com desempenho acima daquele ‘é o que tem pra hoje’ dos veículos de entrada. E escolhemos os dois por um simples motivo: os demais concorrentes, convenhamos, precisam se renovar com urgência! E aqui falo, principalmente, de Honda City e de Chevrolet Cobalt, que, aliás, pode estar com os dias contados com a chegada da nova geração do Prisma no segundo semestre deste ano.

As versões escolhidas para este duelo foram as topo de linha XLS 1.5 automática para o representante da Toyota e a Highline 200 TSI, também automática, do Volks. E de cara o Virtus mostra que não está para brincadeira. Partindo de R$ 82.870, o três-volumes de ‘sangue alemão’ é R$ 2.120 mais em conta que o Yaris Sedan, que parte de R$ 84.990. Ambos com três anos de garantia.

OFERTAS WEBMOTORS

No entanto, quando recheamos os concorrentes com tudo o que cada um tem à disposição, as coisas mudam um pouco de figura. Com rodas de liga leve de 17 polegadas (R$ 930), pacotes de áudio Beats Sound (R$2.125) e High Tech (R$ 4.230) – este último englobando sensor de estacionamento dianteiro, câmera de ré, painel de instrumentos digital e a central multimídia Dicovery Media (com sistema de navegação por GPS) – e cor (R$ 1.570), o valor do Volks salta para impressionantes (negativamente) R$ 91.725. Já o Toyota tem como único opcional a cor, que pode custar R$ 1.870, jogando o preço final para R$ 86.860. Ou seja, completinhos, os Yaris é 4.890 mais barato...

 Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Legenda: Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

E já que entramos nas questões de custos, bora aprofundar a conversa. As seis primeiras revisões (que acontecem a cada 10.000 km rodados ou 12 meses, o que acontecer primeiro) do modelo fabricado na planta da Toyota em Sorocaba, interior de São Paulo, pesam R$ 3.070,60 ao bolso do proprietário. É um valor realmente competitivo, mas acaba ficando ‘alto’ quando comparado com o do Virtus. Exclusivamente para a versão Highline, exatamente a personagem do nosso comparativo, as três primeiras revisões (até 30.000 km) são totalmente gratuitas. Por isso, os seis primeiros serviços periódicos custam somente R$ 2.017,54 – exatos R$ 1.053,06 menos.

Com relação ao valor do seguro, os dois mostraram equilíbrio com preços médios de R$ 2.495 para o Toyota e 2.590 para o Volks para o mesmo perfil (homem, casado, entre 35 e 40 anos, morador da cidade de São Paulo), de acordo com cotação realizada no Autocompara. A diferença ficou por conta do custo médio da franquia, que no Yaris Sedan estacionou em R$ 5.970 e no Virtus bate na casa dos R$ 8.315.

icon photo
Legenda: Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Crédito: Ricardo Rollo/WM1
icon photo
Legenda: Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

ESTES SÃO OS CUSTOS. E OS BENEFÍCIOS?

Vamos destrinchar cada um dos concorrentes. O Yaris Sedan tem um pacote completinho e que em alguns pontos vai além, causando boa impressão. Um desses pontos é segurança. Além dos controles de tração e estabilidade, ISOFIX para fixação de cadeirinha infantil com Toptheter e freios com ABS (antitravamento), EBD (distribuição eletrônica da força de frenagem) e BAS (auxílio em frenagens de emergência), o Toyota tem sete airbags de série: frontais, laterais de cortina e joelhos para o motorista. O vacilo fica por conta de utiliza freios a disco apenas na dianteira (tambor na traseira).

Ainda falando em segurança, mas já beliscando um pouco comodidade, o Yaris é equipado com câmera de ré, mas fica devendo sensores de estacionamento tanto traseiro quanto dianteiro, que não são nem opcionais.

 Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Legenda: Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Crédito: Ricardo Rollo/WM1
 Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Legenda: Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

Lembrando que o Yaris Sedan, de acordo com a última rodada de testes do Latin NCAP, responsável por atestar o nível de segurança dos veículos vendidos na América Latina, recebeu quatro estrelas de cinco possíveis tanto para adultos quanto para crianças.

O ar-condicionado é digital e de uma zona apenas. Já a direção tem assistência elétrica progressiva, o que garante ao ‘japa’ uma condução muito confortável no dia a dia. Para quem gosta, o Toyota vem de série com teto solar elétrico, algo que no Virtus não é oferecido sequer como opcional. Já a central multimídia tem tela colorida de 7 polegadas e é sensível ao toque, mas fica devendo compatibilidade com Android Auto e Apple CarPlay. Existe apenas a opção de espelhar o Waze (APP de navegação). E especificamente sobre esta central, é preciso ressaltar que o funcionamento é meio lento.

icon photo
Legenda: Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Crédito: Ricardo Rollo/WM1
icon photo
Legenda: Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

O acabamento interno é típico de um Toyota: sóbrio. O que é bom. Os materiais são de qualidade e as peças estão muito bem encaixadas. Destaque para o revestimento da manopla do câmbio e do volante multifuncional – onde estão os comandos do controlador de velocidade (vulgo piloto automático) – em couro. Já os bancos são revestidos parcialmente em couro e no caso do assento do motorista há regulagem de altura. O pênalti está na ausência de ajuste de profundidade da coluna de direção, fundamental para encontrar a melhor posição ao volante.

Produzido na planta da Volkswagen em São Bernardo do Campo, o Virtus Highline chega de fábrica, assim como o rival da Toyota, com controles de tração e estabilidade, freios com ABS, EBD e BAS, e sistema de fixação da cadeirinha infantil (ISOFIX). Tem airbags frontais (como manda a legislação) e laterais, mas fica devendo os de cortina e joelhos, para o motorista, mesmo como opcional.

OFERTAS WEBMOTORS

Um ponto que o coloca o Volks à frente do rival é o fato de trabalhar com freios a disco nas quatro rodas e ter bloqueio do diferencial.

O Virtus é equipado com sensor de estacionamento traseiro. Câmera de ré e sensor de estacionamento dianteiro estão presentes, mas como opcionais apenas e custam R$ 4.230, pois fazem parte do pacote High Tech, que oferece, entre outros recursos, monitoramento da pressão dos pneus e de fadiga do motorista – tecnologias que não são encontradas no Toyota.

 Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Legenda: Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Crédito: Ricardo Rollo/WM1
 Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Legenda: Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

Fechando o assunto segurança para o Virtus, o Volks recebeu cinco estrelas (nota máxima) para adultos e criança no teste do Latin NCAP.

Em termos de comodidade ele é equipado com direção elétrica e ar-condicionado digital de uma zona, também. Ponto positivo para a central multimídia. O sistema que vem de série é o Composition Touch, que tem tela colorida de 8 polegadas sensível ao toque e que é, ao contrário do equipamento oferecido no Yaris, compatível com Android Auto e Apple CarPlay. Essa central, assim como a do Toyota, não tem sistema de navegação nativo. No entanto, no caso do Virtus existe a chance de dar aquele ‘up grade’ na tecnologia de infotainment e instalar a Discovery Media, que está no pacote High Tech.

CATÁLOGO 0KM WEBMOTROS

No entanto, independente de qual seja a central do Virtus – Composition ou Discovery –, a tecnologia oferecida pela Volkswagen é superior. Além de ser mais rápida é muito mais intuitiva e consegue reunir um maior número de funções. Particularmente considero a Discovery Media uma das melhores centrais ofertadas atualmente no mercado brasileiro.

O acabamento do Virtus é tão sóbrio quanto o do Yaris, não apresenta rebarbas e as peças estão bem encaixadas. No entanto, os materiais utilizados pelo Yaris transmitem uma sensação superior de requinte, algo que o consumidor deste segmento leva em consideração, pois o coloca mais próximo de categorias superiores. Volante e manopla do câmbio são em couro, mas os bancos chegam de fábrica em tecido. Couro nos assentos e no painel das portas é opcional e custa R$ 540 – algo que, como dito anteriormente, é de série no Yaris Sedan.

icon photo
Legenda: Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Crédito: Ricardo Rollo/WM1
icon photo
Legenda: Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

Aliás, o banco do motorista tem regulagem de altura e a coluna de direção tem ajustes de altura e profundidade, algo que não tem no Toyota. No Volks uma posição confortável definitiva na direção é encontrada rapidamente. No Yaris, pela falta desta regulagem de profundidade, eu mesmo acabei, depois de alguns quilômetros rodados, tentando encontrar uma postura mais adequada.

CATÁLOGO 0KM WEBMOTORS

O painel de instrumentos de fábrica do Virtus Highline tem mostradores analógicos com computador de bordo, mas comprando o pacote High Tech – diversas vezes mencionado neste comparativo –, o Volks pode rodar com um belo painel todo digital e configurável. No Yaris os mostradores são analógicos e o computador de bordo, digital.

E QUEM É MAIS ESPAÇOSO?

Neste momento o Virtus começa a se impor. Montado sobre a moderna plataforma MQB, a mesma de veículos como Golf e Tiguan Allspace, o Volkswagen entrega 4,48 metros de comprimento, 6 centímetros maior que o rival (4,42 metros). No entanto, é exatamente na distância entre os eixos – a medida que ‘dita’ o espaço interno dentro de um carro – que o representante de ‘sangue alemão’ se mostra superior, com 10 centímetros a mais: 2,65 metros frente a 2,55 metros do Yaris.

icon photo
Legenda: Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Crédito: Ricardo Rollo/WM1
icon photo
Legenda: Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Crédito: Ricardo Rollo/Wm1

E andando nos dois carros é nítido o quanto o Virtus é mais espaçoso que o Yaris Sedan. Para quem vai ao volante esta sensação não existe, mas para os passageiros do banco traseiro a amplitude superior no Volks é nítida e notória, ainda mais se os ocupantes tiverem mais de 1,80 metro de altura. É um carro para famílias não apenas com crianças pequenas, mas com adolescentes também.

Outro número que chama a atenção e que coloca o Volks em um patamar superior ao Toyota é o porta-malas. Enquanto Virtus pode carregar até 521 litros, o Yaris Sedan leva 473 litros. Não que o porte do representante ‘nipo-brasileiro’ seja ruim (muito pelo contrário), mas fato é que o rival é superior em 48 litros.

VÍDEO RELACIONADO

PERFORMANCE, FINALMENTE

Confesso que deixei as questões relacionadas a performance para o fim, pois entendo que no segmento dos sedãs compactos a racionalidade fala alto e questões como custo-benefício e espaço interno estão à frente de desempenho. É uma categoria que os centavos podem definir a compra, ainda.

O Yaris Sedan é equipado com motor 1.5 16V de quatro cilindros aspirado, flex (injeção multiponto), que desenvolve até 110 cv de potência a 5.600 rpm e torque de 14,9 kgf.m a 4.000 giros, quando abastecido com etanol. A transmissão é automática do tipo CVT (continuamente variável), com tecnologia que simula a troca de 7 marchas. Até por isso, o Toyota é equipado com paddle shift (atletas atrás do volante) de série.

icon photo
Legenda: Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Crédito: Ricardo Rollo/WM1
icon photo
Legenda: Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

Já o Virtus traz sob o capô um motor 1.0 12V turbo de apenas três cilindros, bicombustível também (injeção direta), que entrega 128 cv de potência máxima a 5.500 rotações e torque de 20,4 kgf.m já a partir de 2.000 rpm. O câmbio é automático de 6 marchas (conversor de torque) e as ‘borboletas’ atrás do volante também são de fábrica.

Rodando, as diferenças de perfis são absurdas. O Yaris Sedan foca demais no conforto. Em levar motorista e passageiros do ponto A ao ponto B com calma. Não existe ‘pressa’ no Toyota. Algo que o Corolla faz com maestria e o ajuda a ser best-seller entre os sedãs médios. Já o Virtus quer proporcionar emoção, também. É confortável se necessário. basta não abusar do acelerador. O Volks, entretanto, tem um temperamento mais esportivo, possibilitando um pouco de adrenalina para o motorista que procura diversão. O Virtus arranca eventualmente um sorriso de quem gosta de dirigir, o Yaris, não.

VÍDEO RELACIONADO

Apenas como curiosidade, o Toyota acelera de 0 a 100 km/h em 12 segundos e atinge a velocidade máxima de 186 km/h. Já o Volks leva menos de 10 segundos (9,9 segundos) para chegar ao 100 km/h e a velocidade final é de 194 km/h.

Porém, a grande virtude do Yaris Sedan não está na performance, mas na eficiência – no consumo de combustível –, que é melhor que do rival, especialmente na cidade, onde 99% das pessoas rodam 99% do tempo. De acordo com o Programa Brasileiro de Etiquetagem do INMETRO, o Toyota faz no perímetro urbano, com etanol, 9 km/l contra 7,8 km/l do Volks. Já na estrada, os números saltam para 10,6 km/l frente 10,2 km/l, respectivamente. Com gasolina, o Yaris também é melhor nas ruas e avenidas, com 13 km/h frente os 11,2 km/l do Virtus, que leva vantagem – e mesmo assim extremamente pequena – nas rodovias com derivado de petróleo: 14,6 km/h contra 14,5 km/l.

 Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Legenda: Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Crédito: Ricardo Rollo/Wm1
 Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Legenda: Comparativo: Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 x Volkswagen Virtus Highline 200 TSI
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

Os dois tem ajustes de suspensão bem parecidos. São firmes, mas não desconfortáveis. Conseguem absorver muito bem as imperfeições do asfalto brasileiro, mas acabam apresentando batidas mais secas quando encaram buracos mais profundos.

Com relação ao isolamento acústico, o trabalho da Toyota neste ponto é superior ao da Volks. O Yaris é um carro mais silencioso, mesmo quando piso fundo no acelerador. E por ter um motor três cilindros, em determinados momentos é possível sentir mais o motor trabalhando. Nada, porém, que cause incômodo.

QUAL VALE A PENA COMPRAR?

São os dois principais representantes do segmento, sem sombra de dúvidas. E têm personalidades diferentes. No entanto, o Virtus se apresenta como uma melhor opção de compra por apresentar um preço inicial mais em conta, uma lista de opcionais com itens relevantes (não apenas perfumaria), custo de manutenção relativamente mais barato com as três primeiras revisões gratuitas e um espaço interno de fazer inveja até mesmo para alguns sedãs de categorias superiores. Isso sem falar de um conjunto mecânico moderno, que entrega performance superior, e ser um cinco estrelas em segurança.

O Yaris Sedan agrada pela mesma característica que faz do Corolla um campeão de vendas: equilíbrio. O preço inicial não é exorbitante diante da concorrência, os valores de seguro e revisão não são os mais elevados, a lista de equipamentos é ‘ok’, o espaço é adequado, o desempenho está focado no conforto, entregando números de consumo melhores que do rival, e é quatro estrelas em segurança. Para vencer este comparativo, ficou faltando, na minha opinião, algo que falta para muitos dos modelos da Toyota no Brasil: um pouco mais de ousadia.

E você, qual colocaria na sua garagem?

Ancora: Conclusão Score

 

  • No Bolso8.8
  • Tecnologia8.7
  • Vida a bordo8.9
  • Desempenho8.8
  • Opinião do repórter8.8
  • + Lista de equipamentos de série
  • + Consumo de combustível baixo
  • - Espaço interno poderia ser maior
  • - Falta de performance do conjunto mecânico
 
8.8

  • Marcelo Monegato
  • Jogador de futebol frustrado, resolveu ser jornalista para escrever sobre tudo que tivesse motor, fizesse (muito ou pouco) barulho e fosse possível de pilotar. Aficionado por superesportivos e clássicos, pensa agora acelerar também sobre duas rodas.
Compartilhar
0
  • No Bolso8.9
  • Tecnologia9.1
  • Vida a bordo9.1
  • Desempenho9.1
  • Opinião do repórter9.0
  • + Excelente espaço interno
  • + Custo das seis primeiras revisões
  • - Itens de série
  • - Consumo de combustível
 
9

  • Marcelo Monegato
  • Jogador de futebol frustrado, resolveu ser jornalista para escrever sobre tudo que tivesse motor, fizesse (muito ou pouco) barulho e fosse possível de pilotar. Aficionado por superesportivos e clássicos, pensa agora acelerar também sobre duas rodas.
Compartilhar
0
Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors