Fiat Argo Trekking Hyundai Hb20x (2)

Trilha urbana: Fiat Argo Trekking x Hyundai HB20X

Confira o comparativo no qual segurança e lista de equipamentos fazem a diferença no duelo entre os hatches aventureiros


  1. Home
  2. Comparativos
  3. Trilha urbana: Fiat Argo Trekking x Hyundai HB20X
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Se antes o apelo dos hatches com pegada aventureira era apenas estético, agora servem como alternativa para quem não quer pagar mais caro por um SUV compacto. Além de bem equipados e com visual diferenciado, esses modelos têm suspensão mais alta e pneus de uso misto, que topam encarar algumas estradas de terra.

Fiat Argo Trekking Hyundai Hb20x (1)
Fiat Argo Trekking e Hyundai HB20X em um comparativo de aventuras limitadas
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

Um dos pioneiros do segmento é o Hyundai HB20X. Ele passou por profunda reformulação em 2019, assim como toda a linha HB. Encara neste comparativo o Fiat Argo Trekking, uma das versões mais vendidas do hatch.

O modelo fabricado em Betim (MG) pela marca italiana oferece duas opções de motor: 1.3 de 109 cv e 1.8 de 139 cv. Já o rival, produzido em Piracicaba (SP) pela empresa de origem coreana, dispõe apenas do propulsor 1.6 de 130 cv. Trouxemos as versões mais completas de cada um para que você possa ter acesso a todos os itens disponíveis.

Topo de linha

O Hyundai HB20X, disponível em quatro versões, apresenta-se com a Diamond Plus, que custa R$ 81.490. Já o Argo Trekking em questão é o 1.8 AT6, tabelado em R$ 72.990.

A diferença expressiva de preços é explicada pelo nível de equipamentos. Câmera de ré, chave presencial com partida por botão, ar-condicionado digital, retrovisores com rebatimento elétrico, apoio de braço central, além de bancos e volante revestidos de couro são opcionais no Fiat. Estão disponíveis em um pacote que sai por R$ 6.000. Ao somar tudo, o Argo chega a R$ 78.990.

Assista também ao vídeo com o comparativo

É verdade que ainda assim o Hyundai é mais caro. Mas isso ocorre porque o modelo fabricado em Piracicaba (SP) dá um baile no quesito segurança. Além de ter quatro airbags, entrega itens exclusivos na categoria, como frenagem autônoma e alerta de mudança de faixa. Já o Fiat perde ainda mais pontos para o rival por não dispor nem de controles de tração e estabilidade.

Argo anda mais

Em contrapartida, o hatch fabricado em Betim (MG) leva a melhor em desempenho. Ataca com 19,3 kgf.m de torque a 5.750 rpm, o mais vigoroso do segmento. Na prática, é mais competente em retomadas e ultrapassagens porque entrega respostas mais rápidas.

Não tinha como ser diferente, uma vez que o propulsor 1.6 do HB20X desenvolve 2,8 kgf.m a menos em relação ao rival, com totais 16,5 kgf.m a 4.500 rpm. A propósito, um dos maiores contrapontos do aventureiro da Hyundai é a ausência do propulsor 1.0 turbo, entregue nos demais modelos da linha HB. Seria um diferencial expressivo de mercado.

Mas o Argo não se limita a um desempenho mais enérgico. O modelo tem ainda acerto de suspensão equilibrado, com pegada confortável na cidade e pouco suscetível a oscilações ao transpor buracos e valetas.

Fiat Argo Trekking 1.8 At (37)
Argo Trekking tem mais disposição com o motor 1.8
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

Apesar de ambos os hatches terem vão livre do solo de 21 centímetros, o representante da Fiat agrada a quem curte uma posição alta de dirigir.

Outro diferencial do Argo Trekking é a possibilidade de escalonar o câmbio de seis marchas de maneira manual por meio das aletas atrás do volante. O HB20X também tem transmissão de seis velocidades e permite trocas sequenciais. Mas a tarefa tem de ser feita pela manopla do câmbio, o que não é tão intuitivo. Vale lembrar que ambos disponibilizam câmbio manual nas versões de entrada.

HB20X bebe menos

As coisas mudam de rumo quando o assunto é consumo de combustível. O Argo recebeu apenas nota “D” em relação à categoria, de acordo com o Inmetro. Ao rodar na cidade com gasolina, por exemplo, o Fiat tem consumo médio de 9,4 km/l. No mesmo cenário, o HB20X registra 11,7 km/l. Ele tem ainda a ajuda do sistema start-stop, item indisponível no concorrente.

A briga fica mais equilibrada quando partimos para o acabamento interno. Ambos são de boa qualidade e com diversidade de materiais.

Hyundai Hb20x Diamond Plus (38)
Hyundai HB20X é menos ágil, porém tem consumo mais eficiente
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

O compacto paulista tem visual mais simples, mas com elementos de qualidade superior ao toque, além de vasta quantidade de porta-copos. Já o adversário mineiro apresenta mais variedade de botões e ajustes, além de computador de bordo digital que enriquece a viagem.

Ambos vão bem ainda quanto à central multimídia. São telas intuitivas, sensíveis ao toque e compatíveis com Android Auto e Apple CarPlay. O dispositivo da Hyundai é um pouco maior. Tem oito polegadas, enquanto o rival tem sete.

Como a categoria de hatches aventureiros tem como diferencial o design, este também é um quesito importante do comparativo. No HB20X, os para-lamas têm plásticos robustos e o raque de teto pode ser melhor aproveitado. Soma-se a isso uma espécie de escudo de tom cinza presente no centro de cada para-choque, que transmite a sensação de requinte e, ao mesmo tempo, de proteção.

O Argo Trekking também é sublinhado por plásticos pela carroceria e tem um design bem aceito pelo público. Mas os diferenciais da versão ficam restritos a alguns adesivos.

Já o conjunto de rodas dos nossos dois personagens merecem elogios. O compacto mineiro aposta em uma caixa de 15 polegadas em tom cinza fosco. Já o HB20X vai de rodas de 16”com acabamento diamantado.

O equilíbrio continua ao pontuarmos as medidas. O Argo é mais alto (1,57 m, contra 1,47 m) e comprido (4,00 m, ante 3,94 m). Já o HB20X tem entre-eixos um pouco maior, com entrega de 2,53 m, sobre 2,52 m. Chegamos a um rigoroso empate com referência ao porta-malas. Ambos têm 300 litros de volume.

Pós-venda

É considerado ainda empate técnico em relação a seguro. O Argo Trekking tem apólice ligeiramente mais em conta no AutoCompara, por R$ 2.486,32, enquanto o HB20X tem oferta de R$ 2.499,02.

Mas o Hyundai tem como vantagem oferecer garantia de cinco anos para seus veículos.

O equilíbrio foi constante na maioria dos quesitos. O HB20X, Embora seja R$ 2.500 mais caro do que o rival, é mais econômico em consumo de combustível, oferece mais equipamentos e itens exclusivos de segurança no segmento, assim como boa oferta de pós-vendas.

Isso não quer dizer que o Argo Trekking fica muito atrás. Espaçoso e vigoroso, peca na lista de itens de série. No entanto, o aventureiro da Fiat pode ser considerado uma boa compra, especialmente na versão com motor 1.3.

Fiat Argo Trekking e Hyundai HB20X se destacam em diferentes quesitos
Crédito: Ricardo Rollo/WM1
Comentários