Camaro: a resposta da GM ao Mustang

Lançado em 1967, pony car terá sua nova geração apresentada em breve, seguindo linhas saudosistas
  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Camaro: a resposta da GM ao Mustang
Marcos Camargo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Para combater o grande sucesso do Ford Mustang na década de 1960, a GM colocou no mercado o Camaro, sua proposta popular para veículos esportivos, em 1967. O novo pony-car era baseado num antigo projeto da General Motors, chamado internamente de XP 836.

O Camaro chamou a atenção pela harmonia do desenho do capô longo, traseira curta, estilo elegante e ao mesmo tempo instigante para quem desejava acelerar com força. Com faróis dianteiros escamoteáveis, a publicidade do Camaro dizia “Conheça a maravilha mascarada Meet the masked marvel” e, assim, conseguia um diálogo direto com seu público-alvo.

Sob o capô, quatro opções de motor: dois seis-cilindros em linha, um de 3,8 litros e outro de 4,1 litros, o V8 327, de 5,3 litros, e o lendário motor 5,7-litros, que rendia 295 cv. Além da motorização, pacotes esportivos como o SS Super Sport e o RS Rallye Sport recheavam o Camaro de itens de bom gosto e apelo esportivo. O pacote Z/28 o deixava próximo do Corvette, seu irmão maior e mais caro, com rodas maiores, radiador redimensionado, suspensão mais firme, novo sistema de admissão e outros itens de acabamento para completar o visual.

Esta série acompanhou a evolução do Camaro ao longo dos anos e chegou a 1991, ano em que paramos para mostrar em detalhes os dois modelos dessa reportagem. Tratam-se de modelos da terceira geração do carro, que chegou ao mercado em 1982, com desenho concebido por Jerry Palmer.

Além do desenho aerodinâmico, estes belos esportivos se destacam pelos itens especiais de acabamento como o aerofólio, spoilers aerodinâmicos e as rodas em alumínio. O estilo simples da dianteira, com discretos faróis quadrados e luzes auxiliares, entra em conflito com a traseira de grandes proporções e imensas lanternas tricolores.

Se, olhando de fora, o carro permanece com estilo atual, o mesmo não se pode dizer da parte interna, embora o charme seja um item de série nesta dupla de Camaros. O estilo quadrado do painel e do acabamento denunciam que o projeto é da década de 1980.

O painel completo e bem distribuído oferece conta-giros, amperímetro, nível de pressão do óleo e marcador de combustível. Do lado direito, controles do ar-condicionado e uma verdadeira relíquia, o seu rádio toca-fitas auto-reverse com sintonizador digital. O câmbio automático fica no console e seu uso não tem maiores segredos.

Entre os bancos também estão os controles dos vidros elétricos e o proeminente freio de estacionamento. Como item de segurança, o carro traz air bag para o motorista e sistema anti-furto.

“Este carro foi um presente dos meus pais quando completei 18 anos de idade. Veio direto dos Estados Unidos e ficou seis meses parado no Porto de Santos aguardando a liberação da alfândega. Sou, portanto, o seu primeiro e único dono”, conta Adriano Baccari, o empolgado dono do Camaro equipado com rodas esportivas cromadas.

Já o seu amigo e companheiro para os passeios e encontros de carros antigos, Allan Zurita, relembra como chegou à paixão pela linha esportiva General Motors. “Sempre gostei de carros da marca e comecei com um Opala, depois passei a um Camaro mais antigo até chegar a este vermelho, que comprei de um amigo em 2002”, diz.

Os dois carros conservam toda a originalidade e estão em plena forma. Equipados com motor V8 5,7-litros o mesmo do Corvette, que rende 245 cv, os carros voam baixo a até 210 km/h. Vale lembrar que, em 1991, apenas 6% dos Camaro foram equipados com o propulsor 5.7, o que faz destes dois veículos verdadeiras lendas das ruas, tanto aqui no Brasil quanto nos Estados Unidos. O desempenho se deve, além de à combinação perfeita do motor V8 com o peso razoável do carro, a um sistema especial de injeção eletrônica denominado TPI – Tuned Port Injection.

Nos anos seguintes o Camaro evoluiu, mas o segmento de carros esportivos acelerou mais forte e novos modelos europeus, com motores menores e mais bem aproveitados, ganharam a dianteira. Ainda assim, o valente Camaro sobreviveu até 2002, quando completou 35 anos com uma série especial.

Em 2009, conforme antecipado pelo WebMotors, o Camaro voltará a ser vendido no mercado americano, com motor V8 6-litros de 400cv, um desenho bastante agressivo e, de certa forma, inspirado no lendário Camaro da primeira geração.

Gosta de antigos?

Então veja abaixo as ofertas de preciosidades no WebMotors:

Veja ofertas dos carros citados na matéria:

Chevrolet Opala

Chevrolet Chevette

Dodge Le Baron

Dodge Magnum

Ford Maverick

Fiat 147

Ford Corcel II

Ford Landau

VW Passat

Leia também:

Chrysler Thunderbolt: simples como apertar um botão

Ford Granada, o “quase” sucessor do Maverick

Ford Galaxie, o rei do segmento de luxo

Museu da Ulbra é jóia encravada em Canoas, RS

Ford Aurora, versátil e moderno em 1964

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors