Chevette com motor turbo de Omega

Clássico 'anabolizado' de 1977 roda com propulsor com aproximadamente 200 cv

  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Chevette com motor turbo de Omega
Renato Bellote
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


O Chevette foi um dos maiores sucessos da Chevrolet no Brasil. Lançado em 1973, seis meses antes do que o similar europeu, o Opel Kadett, trouxe modernidade e um estilo que agradou em cheio aos consumidores. Tamanho compacto e tração traseira, além de uma tabela de cores atraente, ajudou nessa tarefa.

A primeira geração, chamada de “tubarão”, é a minha preferida. Ela traz o DNA europeu do carro e, em minha opinião, tem um desenho de formas perfeitas e bastante simétricas. Basta reparar nos contornos da carroceria logo após os para-choques. Tudo bem integrado.

A união de baixo peso e tração traseira também fez do carro um dos preferidos pelos preparadores. É o caso desse exemplar de 1977. Ele recebeu um swap de respeito. O motor original deu lugar a um propulsor de 2,2 litros doado por um Omega, além da adoção do turbo. Tudo isso para chegar próximo dos 190 cv, segundo o proprietário.

Impressões ao volante

Carro compacto com quase 200 cv e tração traseira é sinônimo de diversão. Com o Chevette não é diferente. O câmbio, nesse caso também do Omega com cinco marchas, fica em posição alta e lembra outros europeus, como as Alfas Giulia e Spider. O carrinho é esperto e sobe rápido de giro.  A pressão escolhida é bem conservadora (0,5 bar), mas visa preservar o conjunto, que também traz todas de 17 polegadas, até um pouco grandes demais para o modelo.

Mas tudo isso fica ainda mais divertido a cada pisada no acelerador e a expectativa da válvula de prioridade entrando em ação. Nesse momento os olhares se voltam para ele e fica difícil esconder a satisfação ao volante. Isso tudo até a próxima troca de marchas. Nos vemos na próxima semana! 

Consulte preços de carros novos e usados na Tabela Fipe e WebMotors.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors