Chevrolet Opala Diplomata marcou época

Além de luxo, o modelo trazia desempenho com motor 4.1 de 153 cv

  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Chevrolet Opala Diplomata marcou época
Renato Bellote
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

IMAGE

Quem viajava de carro na década de 80 até esperava pelo momento. Quando um assobio constante aparecia ao lado do carro bastava olhar pela janela para ver um belo Opala Diplomata fazendo a ultrapassagem e sumindo pela estrada. O ronco suave era outra sinfonia a ser apreciada.

Com essa imagem na cabeça fui gravar a matéria com o modelo que ilustra a reportagem. A versão Diplomata chegou ao mercado em 1980 trazendo requinte, luxo e um acabamento esmerado. Era o topo de linha dos Opalas e tudo aquilo que o dinheiro podia comprar na época.

A trilogia que começou em 1985 e terminou em 1987 é a minha preferida. Nesse período o Opala conseguiu ter maturidade e um estilo sólido. Um dos destaques era o jogo de rodas, chamada de ralinho, bem como os faróis auxiliares integrados ao conjunto ótico dianteiro.

Sob o capô o motor de seis cilindros em linha e 4,1 litros, com 153 cv. Esse exemplar é equipado com um pacote bastante completo, pois traz ar-condicionado e câmbio automático. Essa transmissão de três velocidades seria substituída por uma caixa de 4 marchas em 1988.

Impressões ao volante

Guiar um Opala é bem interessante. O torque generoso movimenta o sedã com disposição. Para os padrões dos anos 80 ele era bem rápido, chegando aos 170 km/h. Tudo isso com muito charme e conforto de sobra. Ah, sem esquecer do assobio característico, produzido pelo vento passando pela grade. Nos vemos semana que vem!

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors