Como transformar seu carro em conversível

Sonho deve começar por alguns cuidados especiais. Confira passo a passo.
  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Como transformar seu carro em conversível
Juliano Barbosa
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Todos os dias, meu irmão e eu ficamos aqui pensando nas novidades que poderíamos apresentar a vocês. Das várias coisas legais que fazemos, muitas podem ser úteis. Mesmo que você não seja um profissional do ramo, pode ter idéias novas sobre o que fazer para personalizar sua caranga e deixá-la com a sua cara.

Hoje resolvemos apresentar uma das nossas principais modificações: a transformação de um carro normal em um carro conversível, um serviço nós fizemos no nosso carro principal, o Corsa do programa Rides Latin American e cuja inovação trouxemos para alguns carros do Lata Velha.

Passo a passo

O sonho do carro conversível começa com alguns cuidados especiais. Confira um passo a passo do processo:

Primeiro passo: o carro que passar por este tipo de modificação precisa necessariamente estar em boas condições na estrutura. Não quer dizer que tem de ser um carro novo, mas sim em boas condições, e isso tem muita diferença.

Segundo passo: para uma caranga conversível, um estudo estrutural é indispensável para saber que os pontos principais deverão ser reforçados, para que o carro não se parta ao meio. Isso é muito sério e pode acontecer, pois a coluna T e o teto serão obrigatoriamente removidos. Fazemos um reforço semelhante a um Santo Antonio usado em carros de corrida. Entendeu agora porque insisto para você procurar um bom profissional?

Terceiro passo: criação de uma longarina acoplada à carroceria do carro que liga as torres da suspensão dianteira às torres da suspensão traseira.

Quarto passo: a funilaria em um projeto como este deve receber uma atenção redobrada, já que a adaptação será fundamental.

Quinto passo: o teto num carro conversível também precisa ser pensado. Ele pode ser retrátil, rígido, de tecido ou hard top neste caso você precisa retirá-lo e guardá-lo em outro local que não seja no próprio carro.
Bem, agora você já conhece mais um de nossos segredos, mas as dificuldades num projeto assim também são muitas. Além da reestruturação de um conversível, o acoplamento e desacoplamento devem ser muito estudados para que nada dê errado.

Os cuidados com a infiltração de água são fundamentais para que seu carro não se torne um problema em dias de chuva ou na hora da lavagem.

Outra dificuldade é a regularização dos documentos do veículo. Não adianta sair por aí bonitão, com a caranga reformada e ser parado na primeira blitz. Você precisa procurar os órgãos responsáveis pela legislação de trânsito para regularizar seu veículo.

Mais uma coisa: não vai dar uma de doido e tentar fazer em qualquer oficina por aí.

Até a próxima!

Juliano Barbosa é especialista em customização automotiva e um dos líderes da Dimension Customs, produtora dos carros do quadro Lata Velha, do Caldeirão do Huck.

_____________________________________

TwitterTwitter
_____________________________________

__________________________
Confira todas as matérias dos meninos do Lata Velha

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors