Fiat comemora 20 anos de lançamento do Brava

Modelo foi o primeiro carro da marca a ser vendido pela internet e se destacava pelo design arrojado vindo da Europa

  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Fiat comemora 20 anos de lançamento do Brava
Fabio Perrotta Junior
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O ano era 1999 e a Fiat lançava por aqui o Brava. Não parece, mas a marca italiana já está comemorando 20 anos do lançamento do hatch, que se caracterizava pelo visual esportivo - e, vale destacar, foi o primeiro carro da marca a ser vendido pela internet.

Lançado em setembro daquele ano com o slogan “Pecado é não ter um”, o Brava se caracterizava pelo visual mais arredondado, com faróis afilados e lanternas divididas em três partes. O design era praticamente o mesmo do carro vendido na Europa, por isso a grande onda de sucesso.

Por dentro, tinha bom espaço interno e painel com design alongado, herdado do sedã Marea. Em relação aos equipamentos, era muito bem servido: a versão de entrada SX, como esse belíssimo exemplar anunciado no Webmotors, trazia de série direção hidráulica, regulagem de altura do volante, ajuste elétrico dos faróis e limpador traseiro.

De 2002 e com apenas 40 mil quilômetros rodados, esse Brava SX branco do anúncio é certamente um futuro colecionável. A lataria está em perfeito estado, o interior impecável e o carro tem até disqueteira, que era opcional, no porta-malas. O preço está um pouco mais alto do que a média dos outros Brava anunciados, mas o estado talvez justifique. A pedida é de R$ 19.900.

icon photo
Legenda: Brava tinha design agressivo e atraente para a época; lanterna era dividida em três
Crédito: Divulgação

ACIMA, O BRAVA ELX

A Brava ELX incluía ar-condicionado automático, vidros elétricos dianteiros, sistema de som com toca-fitas e imobilizador. Os principais opcionais eram os airbags frontais e laterais, faróis auxiliares, alarme e rodas de liga leve.

Pouco tempo depois do lançamento a Fiat lançou o HGT, um Brava mais bravo, com o perdão do trocadilho. Este usava um motor 1.8 de 132 cv e 16,7 kgf.m e tinha como diferenciais defletor traseiro, rodas de 15 polegadas e interior revestido de tecido especial. O Brava HGT ainda tinha suspensão recalibrada, mais firme, para melhor comportamento dinâmico.

Comercializado até no Japão, onde foi rebatizado de "Bravissima", o Brava foi produzido no Polo Automotivo Fiat, em Betim (MG) até 2003. O hatch foi o responsável por suceder o Tipo e por abrir caminho para o Stilo - que, por sua vez, foi seguido pelo Bravo, mas que agora tem espaço ocupado pelo Argo (inclusive com a versão HGT).

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors