Fiat Palio: várias caras e apenas duas gerações

Vendido no Brasil entre 1996 e 2018, hatch foi um dos carros mais vendidos do Brasil por muitos anos

  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Fiat Palio: várias caras e apenas duas gerações
Fabio Perrotta Junior
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Um dos hatchs que causou mais burburinho no seu lançamento, o Palio foi presença marcante no Brasil por mais de 20 anos. Eterno concorrente do VW Gol, o hatch da Fiat conseguiu, inclusive, ocupar o posto de carro mais vendido no Brasil por um único ano.

Para homenagear - e também recordar o modelo -, selecionamos as duas gerações e algumas versões mais marcantes do Palio. Apesar dos diversos visuais, o modelo teve apenas duas grandes mudanças de fato. Confira!

Primeira geração

Fiat Palio 16v 3 Door 6
icon photo
Legenda: O Palio chegou ao Brasil com cores chamativas, como esse laranja
Crédito: Divulgação

Lançado em 1996, o Palio causou um bafafá no segmento junto com o Chevrolet Corsa. Ambos tinha um visual mais redondinho - também adotado pelo VW Gol. Queridinho logo de cara, o Palio tinha equipamentos opcionais que só vieram a ser de série no segmento muito tempo depois. Por exemplo, as primeiras unidades poderiam ser equipadas com freios ABS e até mesmo airbags!

Foi na primeira geração que o Palio rendeu outros frutos para a Fiat. A marca lançou primeiramente a versão station wagon Weekend. Depois veio o sedã Siena e a picape Strada.

Primeira reestilização

Fiat Palio 5 Door 19
icon photo
Legenda: A primeira reestilização modernizou o formato redondinho do hatch
Crédito: Divulgação

Mantendo a aparência redondinha, o Palio ficou mais moderno no fim de 2000. Com uma reestilização de grife, assinada pelo estúdio de Giorgetto Giugiaro, o compacto ganhou aparência mais arrojada e interessante. As mudanças também foram estendidas ao modelos derivados. Prática adotada por muito tempo na linha, a versão mais básica do Palio manteve o visual antigo.

Segunda reestilização

Fiat Palio Fire
icon photo
Legenda: A segunda remodelação ficou em linha até 2014, quando era vendida como opção de entrada do Palio
Crédito: Fiat Palio Fire

Três anos depois, em 2003, mais uma mudança. Esta, talvez, a mais icônica e reconhecida do modelo. Também assinada por Giorgetto Giugiaro, esse modelo do Palio ganhou o apelido de 'Pitbull' em alguns estados do Brasil, por conta do seu visual, que alguns diziam lembrar o focinho do cachorro da raça.

Foi nesse modelo que a Fiat ressuscitou a sigla esportiva R, tradicional no Uno dos anos 1990. O Palio 1.8 R era a versão topo de linha do hatch. Essa fase do Fiat foi vendida até 2014, como versão de entrada do Palio.

Terceira reestilização

icon photo
Legenda: O Palio 1.8 R da terceira fase do compacto tinha opção de duas portas para aumentar o apelo esportivo
Crédito: Divulgação

Mais de 10 anos depois e o Palio continuava com a mesma plataforma. Na terceira reestilização, em 2007, o modelo ganhou visual mais genérico, com faróis afilados. Manteve a versão 1.8 R, agora, inclusive, com opção de carroceria com apenas duas portas para reforçar a proposta esportiva.

O Palio com desenho antigo continuou à venda, com o sobrenome Economy e focado em melhor eficiência de combustível - aliviado em equipamentos e com preço mais barato.

Segunda geração

icon photo
Legenda: Demorou, mas a segunda geração foi a responsável por levar o Palio ao topo do ranking de vendas

Enfim, o Palio ganhou sua segunda geração. Usando a plataforma do novo Uno, o hatch chegou completamente diferente em 2011. Além da nova base, o Palio tinha desenho mais atraente e moderno, mantendo as características arredondas. Essa geração marcou a separação do Palio do Siena, que ganhou identidade própria, ficou maior e adotou o nome Grand Siena para enfrentar a concorrência.

A nova geração trocou a versão esportiva 1.8 R pela Sporting, apesar do motor continuar sendo o mesmo - com alguns toques de modernidade. A geração que encerrou o ciclo do Palio foi a responsável pelo ápice do modelo. Em 2014, o hatch da Fiat foi o carro mais vendido do Brasil, desbancando o eterno concorrente Gol. Permaneceu em linha até 2018.

 

Comentários