Governo estuda obrigatoriedade do controle de estabilidade

Segundo o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, medida já está em "fase final de estudos"
  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Governo estuda obrigatoriedade do controle de estabilidade
Lukas Kenji
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, afirmou que a obrigatoriedade do controle de estabilidade em veículos vendidos no Brasil está em fase final de discussão. O anúncio foi feito nesta terça-feira (17) durante a abertura do fórum internacional de segurança viária Stop The Crash, que será realizado até a próxima quinta-feira em Brasília (DF).

Kassab não deu mais detalhes sobre a medida, porém, citou os casos em que o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), que é controlado pelo Ministério das Cidades, tornou obrigatório o oferecimento de fábrica de itens como freios ABS, airbags dianteiros e cadeira infantil com ancoragem Isofix. Segundo o ministro, tais tecnologias são “baratas para a indústria automotiva” e ajudam a reduzir o número de mortes no trânsito. Dados do Ministério da Saúde mostram que 145 mil pessoas são vítimas fatais do trânsito no País anualmente.

A obrigatoriedade do controle de estabilidade atenderia às demandas do instituto Latin Ncap e da organização de consumidores Proteste. Eles afirmam que a tecnologia também conhecida pela sigla ESC (Controle Eletrônico de Estabilidade) pode reduzir o número de mortes em 50%.

O sistema consiste em sensores capazes de detectar se a velocidade aplicada pelo motorista condiz com a manobra realizada por ele. Desta forma, o ESC impede, por exemplo, que o condutor perca o controle do carro em frenagens bruscas com pista escorregadias ou ao desviar rapidamente de algum obstáculo.

Durante o fórum, autoridades e jornalistas participaram de uma rotina de testes práticos que colocaram à prova a eficiência do ESC, além de outros sistemas que são pauta principal do evento a fim de que o número de vítimas fatais em acidentes de trânsito seja reduzido pela metade. São eles os freios ABS para motos (que serão obrigatório no Brasil a partir do ano que vem) e o AEB (Sistema de Frenagem Autônomo de Emergência), que freia o carro automaticamente em evidência de acidentes.

O ministro das Cidades afirmou ainda que estudos sobre a obrigatoriedade também do AEB serão iniciados em breve e concluiu dizendo que “em pouco tempo, o Brasil vai aderir aos acordos do Fórum Mundial para a Harmonização dos Regulamentos Veiculares da ONU (Organização das Nações Unidas), o WP.29, para fazer parte dos debates de vanguarda sobre a segurança de veículos.”

O Stop The Crash é uma iniciativa liderada pelo Global Ncap e tem parceria de diversas empresas do setor automobilístico.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors