Mercedes quase produziu carros no Brasil nos anos 1950

  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Mercedes quase produziu carros no Brasil nos anos 1950
Fernando Calmon
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- A Mercedes-Benz do Brasil MBB, que acaba de completar 50 anos de produção, sempre foi associada ao pioneirismo na fabricação de caminhões 1956 e de ônibus monoblocos 1958. Mas por pouco também não alcançou o feito de se tornar primeiro fabricante de automóveis premium no continente sul-americano. Nos anos 1950 seria uma ousadia sem precedentes. Afinal, o cenário de vendas internas de veículos à época era limitado por forte restrição cambial faltavam dólares para importar, responsável a cabo e ao fim pelo início da própria indústria automobilística nacional. A escala de produção inicial, que poderia fechar a equação econômica, era muito baixa. Além disso, o mercado de sedãs médios e grandes mostrava o domínio quase total das marcas americanas.

Chevrolet, Oldsmobile, Buick, Pontiac, Ford, Chrysler, Dodge, Studebaker, Hudson — só para citar algumas — desfilavam por ruas, avenidas e estradas quase sem concorrência de poucas marcas européias. O cenário, portanto, não favorecia em princípio os produtos do Velho Mundo. Ainda assim a pouco conhecida alemã DKW marcou o início da produção de automóveis convencionais, em 19 de novembro de 1956, com sua camioneta, hoje chamada de station wagon ou perua.

Apesar desse quadro desfavorável, a Mercedes-Benz entrou com o processo junto ao Grupo Executivo da Indústria Automobilística GEIA a fim de obter autorização para produzir o sedã 190. Coube a Júlio Reichmann, hoje com 85 anos, fazer os contatos oficiais. Reichmann era assessor da diretoria, polonês como o presidente da MBB, Alfred Jurzykowski, e filho de um advogado competente que migrou com a família para o país em 1941. O pleito foi apresentado em meados de 1957, depois de estudos internos da companhia.

“Comecei na MBB em julho de 1954, oito meses depois de sua fundação, onde trabalhei por 20 anos. A indústria nacional de autopeças era incipiente e teria muita dificuldade em acompanhar as exigências de qualidade de um fabricante como a Mercedes-Benz. O alto grau de nacionalização também se tornava um obstáculo adicional e a segurança de fornecimento era fraca. Ao mesmo tempo outros fabricantes de automóveis se habilitaram junto ao GEIA, entre eles a Volkswagen, com um produto simples, o Fusca. No começo de 1958, redigi a comunicação de desistência ao GEIA. Não apresentamos outro projeto depois”, explica Reichmann.

40 anos depois

Foi preciso um salto histórico de quatro décadas para que a MBB tomasse a iniciativa de produzir automóveis no Brasil. Em 1997 iniciou o investimento de US$ 820 milhões para construir, em Juiz de Fora MG, a sua fábrica mais moderna do mundo, com capacidade de 70.000 unidades/ano. No mesmo ano em que o Brasil alcançava o recorde, até hoje não batido, de quase dois milhões de unidades vendidas, tornando-se o sétimo maior mercado do mundo. O Classe A, lançado na Europa também em 1997, foi o escolhido: primeira incursão da marca no segmento de compactos premium, no caso um monovolume.

Em 29 de abril de 1999, quando o primeiro carro deixou a linha de montagem, a área construída de 166.000 m² abrigava 1.500 funcionários diretos e mais 620 no parque de fornecedores dentro do próprio terreno. A maxidesvalorização cambial do real, de janeiro de 1999, teve grande impacto nos custos e na rentabilidade do Classe A. Seis anos depois, em agosto de 2005, o modelo saiu de linha depois da produção de 60.000 unidades. Nova etapa é iniciada com a importação de kits CKD e exportação para os EUA de uma versão do sedã Classe C.

Em janeiro próximo, Juiz de Fora passará a montar — com algum conteúdo local — o Classe C Sports Coupé, tornando-se única fornecedora mundial desta versão. Acredita-se, porém, que este será um passo intermediário até a decisão final sobre o destino da fábrica brasileira.

Leia também:

Voltando no tempo

Antigos no Parque das Bicicletas

Chevrolet Corvette

Pebble Beach

Velho ou clássico?
________________________________

Receba as notícias mais quentes e boletins de manutenção de seu carro. Clique aqui e cadastre-se naAgenda do Carro!

_______________________________
E-mail: Comente esta matéria

Envie essa matéria para uma amigoa

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors