Pontiac Firebird Trans Am

Primo do Camaro, modelo é nervoso e sofisticado
  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Pontiac Firebird Trans Am
Antigo Motors
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- O Pontiac Firebird Trans Am 1974 das fotos é um sobrevivente. Mantém sua total originalidade há 36 anos e, graças ao seu impecável estado, logo na sua primeira participação em evento levou o Prêmio Máster da FBVA Fcaptionação Brasileira de Veículos Antigos, no recente XVI Encontro Paulista de Autos Antigos, em Águas de Lindóia. Para se ter uma ideia da conservação, o exemplar tem apenas 40 mil milhas.

Este típico muscle car norte-americano com sua avantajada carroceria tem os principais atributos logo de frente: o shaker hood scoop tremer o capô onde se lê 455 SD super duty do motor. Logo a seguir, a grande e bela águia de fogo. Debaixo da shovel noose front, que abrilhanta a dianteira do carro, estão as modernas rodas honeycombs.

Do mesmo conjunto mecânico, motor 455 SD 4bbl e câmbio TH 400, apenas 731 unidades foram produzidas. “No Brasil, ainda não conheço nenhum outro exemplar como este”, comenta o proprietário, ainda mais com a pintura e os adesivos originais de fábrica, mas não descarta que possa existir.

“Meu pai foi até a importadora comprar uma Corvette, mas não resistiu à presença desta águia.” diz. Na época se comprava por catálogo, bem diferente de hoje em dia, por isso ao receber o carro a sensação era bem intensa. Conta que este foi no porto buscar o carro e veio com ele rodando até em casa numa alegria só.

Causos – “Na vinda do Rio porto até São Paulo, meu pai parou na cidade de Aparecida para benzer o carro. Nesta mesma época, em 1972, a Loteria Esportiva tinha feito o primeiro milionário brasileiro e todos os presentes na basílica acreditavam que meu pai era o tal ganhador. Até explicar...” diverte-se.

Pessoalmente, ao contar sobre algumas viagens, diz nunca ter forçado o motor ao máximo. “Vai fácil a 220km/h. Tem muito motor, um desempenho excepcional. Mas zero de suspensão e freio duvidoso em altas velocidades.” Além do sistema de freios, a disco na frente e a tambor atrás, outro bom motivo para não abusar é o bolso. “Faz 4,5km/ litro andando tranquilo e se fincar o pé apenas 2km/litro”, o que desestimula qualquer um.

Cinema – “O modelo se tornou cinematográfico ao ser coadjuvante de Burt Reynolds no filme Agarre-me se Puderes Smokey and the Bandit, 1977. Quando a rede de vídeo-locadora Blockbuster estava chegando ao Brasil, houve conversas sobre o próprio Burt Reynolds participar da inauguração dirigindo este Trans Am branco, mas acabou que não deu certo.” lamenta.

A intenção ao comprar o carro era trazer um muscle car, porém os europeus eram caros e o mercado asiático praticamente insipiente, de forma que sobraram os norte-americanos. “Os compradores daquela época usavam os carros para malhar, curtiam mesmo a esportividade do veículo.” lembra-se. “É uma pena que outros proprietários não tenham tido o cuidado de conservá-los e, já na década de 1980, era difícil encontrar um totalmente original rodando pelas ruas.”

Criação do carro - “O modelo é primo do Camaro, só que nervoso e sofisticado, oferecendo mais opções de motor” explica. Realmente o Firebird Trans Am nasce deste, em 1969, e já no ano seguinte passa a ter sua identidade na carroceria agressiva. A partir de 1983, passou por uma reestilização e começou a ser reconhecido como a Supermáquina. O nome Trans Am deve-se ao Campeonato Transamericano criado em 1966 para carros de corrida e compactos esportivos, onde o Camaro fez relativo sucesso.

Marca - Tanto a marca Chevrolet como a Pontiac são contemporâneas e pertencentes à mesma empresa, GM, porém destinadas a públicos distintos. A partir da década de 1960, a Pontiac deixa de usar o índio como símbolo da marca, mas passa a adotar outras referências patrióticas, como a águia para o Trans Am. “A questão da marca ainda é relevante, chega a ser engraçado” diz o motorista, pois alguns colecionadores entendem como se fosse “o mesmo que o carro ter pedigree”. Pontiac sempre foi sinônimo de elegância e hoje mais ainda, já que a GM deixou de fabricá-la em 2010.

Agradecimentos a Leonardo e Cris Forestieri www.danteforestieri.com.br. Fontes de consulta: diversos sites e blogs na internet.
________________________




As opiniões expressas nesta matéria são de responsabilidade de seu autor e não refletem, necessariamente, a opinião do site WebMotors.


_________________
Comente esta materia no Facebook e concorra a brindes do filme Carros 2


Gostou da matéria?

Então veja aqui no WebMotors as dezenas de ofertas para os modelos da marca norte-americana:
Pontiac

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors