Tata formaliza a compra da Jaguar e da Land Rover

Ford e montadora indiana anunciaram nesta quarta o acordo, que chega a US$ 2,3 bilhões
  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Tata formaliza a compra da Jaguar e da Land Rover
Gustavo Ruffo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- A Ford vem fazendo das tripas coração para tornar seu negócio principal novamente lucrativo. Para isso, além de investir em novos produtos, a empresa anda cortando na carne tudo que puder parecer sobra, inclusive as jóias da coroa, ou, como a empresa chamava, PAG Premium Automotive Group. O primeiro diamante retirado da coleção foi a Aston Martin. Agora, os anéis que a Ford deixa ir embora são a Jaguar e a Land Rover. E eles irão, como já vinha sendo anunciado, para a Tata Motors, a maior montadora indiana e, em breve, uma das maiores do mundo.

O negócio, fechado por US$ 2,3 bilhões, é interessante para ambas as partes. Para a Tata, o objetivo é aumentar o prestígio da marca, que já se tornou conhecida dos brasileiros e do mundo todo com a criação do carro mais barato do planeta, o Nano. Mas só isso não basta. A empresa sabe que, mais do que se tornar popular e acessível, ela também tem de provar que é capaz de fazer carros de sonho. Afinal de contas, não basta que as pessoas possam comprar os carros da marca. Elas devem querer fazer isso.

Jaguar e Land Rover também abrem espaço para que a marca comece a atuar com mais força em mercados importantes, como os EUA, onde ela ainda não tem participação. Qualquer fabricante de automóveis com pretensão de crescer tem de estar presente no maior mercado do mundo, como a Alfa Romeo já demonstrou com a criação do 8C Competizione e do Mi.To, com a clara intenção de retornar às terras do Tio Sam. Há rumores inclusive de que ela pretende abrir uma fábrica por lá, vendendo carros italianos “made in USA”, por mais estranho que isso possa parecer.

No caso da Ford, a vantagem é esclarecida pelo próprio presidente da empresa, Alan Mulally. “Agora é a hora de a Ford se concentrar em integrar a marca Ford no mundo inteiro, enquanto implementamos um plano para criar uma Ford Motor Company forte, que entregue um crescimento lucrativo para todos.”

Ratan Tata, o novo dono da Jaguar e da Land Rover, promete não demitir nem interferir nos planos atuais das duas empresas. “Estamos felizes com a perspectiva de a Jaguar e a Land Rover se tornarem uma parte significativa de nosso negócio automotivo. Temos enorme respeito pelas duas marcas e nos esforçaremos para preservar e contribuir com suas histórias e competitividade, mantendo as identidades de ambas intactas. Queremos contribuir com seu crescimento, enquanto nos mantemos fiéis ao princípio de permitir que a direção e os empregados tragam suas experiências e especialidades para esse objetivo.” Em suma, isso pode ser entendido como uma promessa de manutenção de empregos e de uma certa autonomia para as empresas.

A Ford, pelo menos no período de transição, vai ajudar a Tata no desenvolvimento dos produtos, no fornecimento de peças que os Jaguar e os Land Rover tenham em comum com a marca e são muitas e até no pagamento de até US$ 600 milhões para os fundos de pensão dos funcionários das duas empresas. Para o Brasil, as mudanças devem ser anunciadas mais adiante, considerando que nosso mercado ainda não é muito representativo em termos de volume para nenhuma delas. O valor do mercado brasileiro, por enquanto, reside em seu potencial e em sua posição estratégica em relação aos mercados sul-americanos.

Gosta dos carros das duas marcas?

Então veja os estoques de ambas no WebMotors:

Jaguar

Land Rover

Leia também:

Toyota Corolla não se envergonha de “cara de tiozão”

Volkswagen Jetta Variant chega ao Brasil

Sessentona, Lotus chega ao Brasil pelas mãos da Platinuss

Mercedes-Benz Classe B ganha reestilização

Fiat Stilo 2008 chega ao mercado tarde demais

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors