5 cuidados para tirar o máximo do ar-condicionado

Manutenção e uso correto reduzem o consumo de combustível e fazem a climatização funcionar de forma mais eficiente

  1. Home
  2. Dicas
  3. 5 cuidados para tirar o máximo do ar-condicionado
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O ar-condicionado automotivo era considerado item de luxo há alguns anos no Brasil, disponível como opcional em carros de entrada. Com o passar dos anos e o amadurecimento do nosso mercado, hoje o equipamento está disponível na grande maioria dos carros zero-quilômetro.

Kia RIo
Ar-condicionado de carros mais modernos informam a temperatura de forma digital
Crédito: Divulgação

Além de proporcionar mais conforto aos ocupantes, ao possibilitar o ajuste da temperatura da cabine em um nível agradável, o ar-condicionado é exigido pelos consumidores por ser considerado um equipamento de segurança, já que evita rodar com os vidros abertos nos centros urbanos.

Seja um equipamento mais simples ou mais moderno, o ar-condicionado requer alguns cuidados para você tirar o máximo dele e não gastar combustível sem necessidade. Veja algumas dicas para ficar de olho e não ficar sem esse conforto no próximo verão.

Olho no filtro

Filtro de ar-condicionado sujo e limpo
Filtro de ar-condicionado sujo e limpo: troca é recomendada nas revisões
Crédito: Reprodução

Automóveis equipados com ar-condicionado trazem um filtro para evitar a entrada de partículas como poeira e pólen, além de microrganismos como bactérias e fungos, provenientes do ar externo. Esses filtros devem ser limpos ou trocados em prazos regulares, de acordo com cada fabricante - a informação está presente no manual do veículo.

Proliferação de fungos e bactérias

A umidade excessiva provocada pela condensação do ar frio nas tubulações do ar-condicionado é a maior responsável pela proliferação de microrganismos prejudiciais à saúde e causadores de mau cheiro. Um cuidado simples que ajuda a evitar o problema é desativar a climatização pouco antes de desligar o motor.

Correia e as vedações das portas

Verifique se os vidros estão com fechamento perfeito, assim como as condições de vedação das borrachas das portas. Também não deixe de conferir o estado da correia de acessórios, que aciona o compressor do ar-condicionado. Ela deve ser trocada a cada 60 mil km, em média, e caso se rompa,  não desliga apenas a climatização, mas sistemas essenciais como alternador, bomba d'água e direção hidráulica.

Uso inteligente

Novo Onix Plus Premier 25
Ar-condicionado é essencial para os dias mais quentes do ano
Crédito: Divulgação

Não adianta ligar o ar-condicionado e rodar com os vidros abertos. Para reduzir o consumo e fazer a cabine gelar mais rápido em dias quentes é recomendável rodar alguns minutos com as janelas abertas antes de ligar a climatização.

Cuidado com a recirculação

Carros mais modernos trazem sensores que detectam entrada de ar externo de má qualidade e automaticamente acionam a recirculação. Também fazem o contrário: ao detectarem níveis elevados de CO2 (dióxido de carbono) resultante da respiração dos ocupantes, voltam a usar o ar externo. Em carros mais simples, a recirculação é ligada ou desligada manualmente, portanto é preciso ter cuidado. Em viagens mais longas, ative a recirculação para renovar o ar da cabine periodicamente.

Comentários