Os riscos do calço hidráulico e como evitá-lo

O problema ocorre muito em enchentes, quando a água entra no motor e trava o movimento dos pistões dentro dos cilindros

  1. Home
  2. Dicas
  3. Os riscos do calço hidráulico e como evitá-lo
Guilherme Silva
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Alagamentos provocados pelas frequentes chuvas de verão são armadilhas que podem resultar em grande prejuízo. Não é raro veículos ficarem pelo caminho após os motoristas tentarem atravessar ruas ou avenidas que ficaram cheias de água durante uma tempestade. Além do risco de cair num buraco ou ficar preso num bueiro, passar por enchentes pode expor o veículo ao calço hidráulico.

O calço hidráulico ocorre quando a água entra no motor e trava repentinamente o movimento dos pistões dentro dos cilindros, o que impede a compressão da mistura de ar e combustível.

Geralmente a água entra na câmara de combustão do motor pela frente do carro: é aspirada pelo filtro de ar e passa pelo sistema de injeção ou carburador.

Se o calço hidráulico acontecer em marcha lenta ou baixa rotação, o motor irá parar de funcionar. Caso ocorra em giros elevados, é grande o risco de empenamento ou rompimento de bielas e até quebra do bloco do motor. Bronzinas, cárter e virabrequim também costumam ser afetados pelo travamento abrupto das peças móveis.

Calço Hidraulico Agua Cilindros
Em giros elevados, o calço hidráulico pode causar rompimento de bielas e até quebra do bloco do motor
Crédito: Divulgação

Como evitar o calço hidráulico

  • A primeira dica é evitar passar por enchentes ou vias em que o nível da água ultrapasse a metade das rodas do veículo.
  • Thumbnail Unnamed
    Tente evitar passar em ruas ou avenidas alagadas onde o nível da água ultrapasse a metade das rodas
    Crédito: Divulgação

    • Caso seja inevitável passar por um trecho com água abaixo da metade das rodas do veículo, mantenha distância segura do carro da frente para não precisar parar no meio da enchente.
    • Engate uma marcha de força (primeira ou segunda) antes de entrar no alagamento e siga em baixa velocidade para evitar que a onda provocada pelo movimento do veículo leve água para o compartimento do motor.
    • Mantenha aceleração constante, sem trocar de marcha, para que a força dos gases do escapamento não deixe a água chegar até o motor.
    • Se, durante a travessia, entrar água no motor, não tente dar a partida. Procure socorro mecânico.
    • Comentários