Audi leva a Detroit um e-tron em escala menor

Conceito antecipa as linhas do esportivo R4, que terá uma versão elétrica entre suas opções
  1. Home
  2. Bolso
  3. Audi leva a Detroit um e-tron em escala menor
Gustavo Ruffo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- A Audi mantém sua boa fase em apresentação de produtos e conceitos. Só anda com crise criativa na hora de criar nomes para seus novos modelos. O Salão de Detroit, por exemplo, trouxe mais um conceito totalmente elétrico da marca, bem menor que o primeiro a ser exibido pela marca, o e-tron, que estreou no Salão de Frankfurt do ano passado. O nome do conceito em Detroit? É e-tron, também. E-tronzinho, se o nome fizesse justiça ao carro.

O fato de ser menor que o R8 dá uma importância ainda maior ao e-tron caçula: ele é o embrião de outro esportivo que a Audi anda planejando, o R4. O novo carro terá motores convencionais, mas também uma versão elétrica. A antecipação, portanto, é tanto de estilo quanto de motorização.

Com 3,93 m de comprimento, ele é 33 cm menor que o e-tron original 4,26 m. Também tem 1,78 m de largura, 1,22 m de altura e 2,43 m de entre-eixos. O peso é que não é muito menor: 1.350 kg, contra 1.600 kg do e-tron de Frankfurt. Só o pacote de baterias pesa 399 kg. A massa elevada se paga em autonomia, que pode chegar a 250 km.

Sorte nossa é que, dessa vez, estamos atentos a um jeitinho meio torto que a Audi encontrou de falar a verdade... O torque que a empresa divulgou para o e-tron de Frankfurt era de absurdos 4.500 Nm. O que ninguém quis contar é que esse torque foi medido nas rodas, um padrão mais favorável ao carro, mas não o usado normalmente pela indústria. Se fosse usado o padrão correto, o carro teria 680 Nm fornecidos no total por seu quatro motores elétricos. Bastante, mas nem de longe 4.500 Nm.

O e-tronzinho tem dois motores elétricos, só para as rodas traseiras.Eles rendem, em conjunto, 204 cv. O torque divulgado, de novo com aquela fórmula mais favorável, é de 2.650 Nm. Fazendo as contas, o torque real é de 400 Nm. Força de V8, mas sem o ronco.

A performance, apesar de não vir acompanhada de nada além de silêncio, é respeitável. O e-tronzinho vai de 0 a 100 km/h em 5,9 s. A velocidade máxima é de 200 km/h, limitada para ampliar a autonomia do veículo.

Ainda não se sabe quando o R4 começa a ser vendido nem quando a versão elétrica será apresentada como modelo de serie, mas não espere por nada antes de 2012. Só torcemos para que a versão “a pilha” também seja vendida no Brasil, quando chegar o momento.

_________________

Twitter
_________________

Gosta de esportivos?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas:

Porsche

Aston Martin

Ferrari

Lamborghini

Leia também:

Peugeot revela seu novo emblema. E o SR1

VW NCC antecipa a nova geração do Jetta

Terceira geração do Ford Focus nasce no Salão de Detroit

Tata cria a Kombi do Nano, a Magic Iris

Toyota apresenta o Etios no Salão de Nova Déli

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors