Brasil vai cortar imposto de carro feito na Europa

Governo revelou que pretende criar cota anual de importação e 32 mil carros pagariam a metade da tarifa de importação

  1. Home
  2. Bolso
  3. Brasil vai cortar imposto de carro feito na Europa
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil revelou que tem planos para novas taxas de importação para o veículos trazidos da Europa - o acordo comercial entre Mercosul e União Europeia, porém, ainda está sendo fechado. Em suma, o carro europeu vai ficar mais barato.

Com as novas regras, o Brasil teria direito a importar anualmente do Velho Continente 32 mil veículos com pagamento de 17,5% da tarifa de importação - válida por sete anos, a partir da data em que o acordo entrar em vigor. Hoje, todo carro que vem de fora para nosso país, fora do eixo Mercosul, paga 35% de tarifa. Pela nova regra, se mais de 32 mil carros vierem para cá, o excedente pagará a alíquota integral de 35%.

Carro europeu em discussão no Mercosul

Não é só o Brasil que poderá se beneficiar das novas regras. A Argentina também passaria a ter uma cota anual de 15.500 veículos; Uruguai teria limite de 1.750 unidades e o Paraguai, de 750 - todos sob as mesmas condições.

A regra, porém, é válida somente para carros europeus - portanto veículos importados dos Estados Unidos, Canadá, Japão, Coreia do Sul, China e outros países espalhados pelo mundo, fora do Velho Continente, devem continuar a pagar os 35% de Imposto de Importação.

Dessa forma, BMW, Mercedes-Benz, Volvo, Audi, Peugeot, Renault, e Porsche devem passar a oferecer carros mais baratos em nosso país com a nova medida, na contramão do mercado que nos últimos dois anos viu o preço do carro zero km aumentar sucessivamente.

Audi Rs Q8. carro importado
Audi RS Q8 custa mais de R$ 1 milhão. Com metade do imposto de importação, preço pode cair
Comentários