C3 XTR, pra quem gosta de um congestionamentozinho

Carro chega na contramão da onda off road. O objetivo da Citroën é atingir o jovem urbano, que gosta da cidade e nunca pega a estrada.
  1. Home
  2. Bolso
  3. C3 XTR, pra quem gosta de um congestionamentozinho
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- A Citroën busca com o C3 XTR o típico morador urbano: jovem, que gosta da cidade e da sua agitação. É o sujeito ”antenado” com o mundo, que tem como prioridade construir a sua carreira profissional. Viajar, pegar a estrada ou rodar fora dela não está nos planos desse animal urbano. Ele acha isso “out”.

As pesquisas feitas pela Citroën mostraram que o consumidor do C3 não sai da cidade. Compra o carro pra rodar no trânsito, tem uma relação de amor e ódio com a cidade, “curte um congestionamentozinho”. As buzinas são música para seus ouvidos, incrementam a balada.

E está ligado no mundo pelo “kit urbano”: celular, MP3, messenger, viva-voz. E para encerrar o perfil, ele acha a pichação dos muros uma arte.

O leitor está chocado com as preferências? Pois saiba que até mesmo o diretor da Citroën, Sérgio Habib, não se conformou com o resultado da pesquisa: 40% dos donos do C3 1,4-litro declararam que NUNCA viajam. Outros tantos viajam apenas uma vez por mês.

Diante disso, ficou a pergunta: para que oferecer para um consumidor com essas características um carro com o “espírito off-road”, como faz a concorrência? Outras fabricantes deram ao carro EcoSport, CrossFox, Palio Adventure um aspecto fora-de-estrada, subiram a suspensão, reforçaram o pára-choque, colocaram quebra-mato e estribos. Quando não colocaram tração nas quatro rodas.

Os compradores desses carros também foram ouvidos pela Citroën: mais de nove em cada dez disseram que NUNCA colocaram os pneus do carro na terra. E nem pretendem. Mesmo donos de jipes, verdadeiros fora-de-estrada, preparados para rodar em ambientes inóspitos, não costumam rodar longe do asfalto. Só um em cada dez valentes jipeiros confirmou que já havia acionado a tração total. Pode?

Por tudo isso, a Citroën colou a imagem do XTR no “on” e não no “off” e reforçou as características urbanas. É um carro com aspecto robusto, com o pára-choque maior, mais encorpado e o rack no teto, mas com cara de urbano.

A aposta parece arriscada. Pesquisas anteriores, feitas pelas outras indústrias, que criaram carros tipo off-road, também detectaram a ausência do uso desse tipo de carro fora do asfalto. No entanto, o aspecto fora de estrada vende. Reforça o imaginário do consumidor, que compra o “estilo” off-road mesmo sabendo que não vai sujar o pneu de lama.

O consumidor desses falsos fora-de-estrada e dos verdadeiros também compra na verdade o estilo despojado que o fora-de-estrada proporciona.

Sérgio Habib admite que é um risco, mas acredita no sucesso do carro. Afinal, é um risco controlado, pois a diferença do XTR quanto aos carros de estilo fora-de-estrada, que são muito parecidos, vai se dar mais na comunicação do produto do que no produto em si.

O C3 XTR tem motor 1,6-litro flex e custa R$ 51,4 mil, mas a Citroën está oferecendo o carro nessa fase de lançamento por R$ 48,9 mil.
_______________________________
E-mail: Comente esta matéria

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors