Conheça os carros mais limpos do mundo

Veja, por categoria, quais são as melhores promessas de uma mobilidade sustentável
  1. Home
  2. Bolso
  3. Conheça os carros mais limpos do mundo
Rodrigo Samy
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- De olho nas tendências globais e em busca de um ambiente mais limpo, acontece todo ano uma competição para lá de maluca no bom sentido da palavra. Já falamos dela: trata-se do Michelin Challenge Bibendum, que chegou a sua 8ª edição em Xangai, na China, durante o mês de novembro. Entre os vários itens analisados, o que chamou mais a atenção do Webmotors foi o ranking dos carros que apresentam menor emissão de poluentes e ruídos.

Atualmente a indústria e a humanidade vêm tentando conciliar questões ambientais e sociais, associadas à mobilidade.

Na gama dos automóveis elétricos que obtiveram nota máxima em todos os itens, o vencedor foi o Citroën C2. Ele ganhou nota máxima no quesito ruído, eficiência de combustível e impacto ambiental. Disputando a prova na categoria protótipos, o modelo funciona com baterias elétricas que podem ser carregadas em tomadas convencionais.

Quem assina o projeto do C2 é a equipe da empresa Wan Xiang EV, um fabricante de baterias para geradores e máquinas fotográficas, entre outras coisas. Estão no portfólio da marca outros modelos, como o C3 e vários ônibus elétricos.

Aspas para o mercado nacional

A base do C2 a bateria é a mesma do modelo comercial movido a combustão vendido na China. A plataforma utilizada é igual à do Peugeot 206. Repare nas imagens como ele é semelhante.

Quando a Citroën lançou o C3 por aqui, especulou-se a vinda do C2 versão européia para cá. A informação foi negada de pé junto pelos dirigentes nacionais. Quem sabe, com o modelo exclusivo para o mercado chinês, as possibilidades de a PSA – Peugeot – Citroën – montar o C2 no Brasil não voltam à tona?

Voltando aos modelos mais “limpos” do mundo, na categoria célula de combustíveis o grande vencedor foi o Hyundai Tucson FCEV. O que o empurra é uma pilha de combustível com 80 kW, desenvolvida pela Hyundai. Além de estar em um estágio avançado da energia alternativa, o utilitário atinge a velocidade máxima de 150 km/h. Outra vantagem é a autonomia, 350 km, com assistência do tanque de hidrogênio.

Na classe híbrida motores a combustão e elétricos a empresa vencedora foi a Daimler AG. O menino dos olhos da empresa foi o pequeno e “divertido” smart fortwo. A versão mhd Micro Hybrid Drive consome cerca de 10 vezes a menos de combustível que o modelo tradicional.

O segredo está na utilização de duas tecnologias. Uma delas é o sistema stop/start, que aproveita da maneira mais eficiente os momentos em que o carro está parado, ou seja, desliga e liga o motor. O outro é a utilização de um motor elétrico em conjunto com o a gasolina. Este modelo já é comercializado na Europa.

Na linha de automóveis com motores a combustão, a Daimler AG repetiu a dose com o smart cdi a diesel, o menor motor do tipo no mundo. Com um consumo de combustível de 30 km/l e um nível de emissão de dióxidos de carbono de apenas 88 g/km, o smart é o automóvel em série mais econômico do mundo. Com um tanque de combustível de 33 l, ele tem 45 cv de potência “arrancados” de três cilindros.

Leia também:

Michelin Challenge Bibendum 2007

Michelin cria carro que não polui

Michelin Challenge Bibendum 2006

Motor-Z traz mais novidades elétricas da China

Pilha a combustível será realidade em 2015

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors