Consumidores devem exigir testes antes do abastecimento

Briga entre postos e distribuidoras pode afetar qualidade da gasolina
  1. Home
  2. Bolso
  3. Consumidores devem exigir testes antes do abastecimento
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- A guerra de liminares entre os donos de postos e as grandes distribuidoras traz de volta a discussão sobre a qualidade da gasolina. Para se proteger do problema do combustível adulterado, o consumidor precisa redobrar a atenção. Um dos caminhos para os motoristas se protegerem é o teste que mede o teor de álcool misturado à gasolina.

Exigir a realização do exame no posto, antes de abastecer, é um direito do consumidor, assegurado pela portaria 009, do Ministério de Minas e Energia, de 16 de janeiro de 1997. Segundo o diretor da Agência Nacional de Petróleo ANP, Luiz Augusto Horta, a adição de álcool anidro à gasolina, além dos 24% previstos, corresponde cerca de 80% das adulterações.

O programa de Monitoramento da Qualidade do Combustível recebeu R$ 10 milhões em investimentos para a fiscalização. Recentemente, a ANP fechou 14 novos convênios com universidades, em diversos estados, que vão ajudar na análise das amostras colhidas nos postos do país.

A ANP considera o consumidor um importante agente de fiscalização. Por isso, até o final de maio, a agência inaugura o seu serviço 0800 para receber denúncias, tirar dúvidas e passar informações. Por enquanto o telefone disponível é o 0xx21 804-1100.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors