Depois da Copa, vendas voltam a crescer

Fiat amplia a liderança; na primeira quinzena a marca ficou com 26,9% de participação no mercado de autos e comerciais leves
  1. Home
  2. Bolso
  3. Depois da Copa, vendas voltam a crescer
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

 Passado o “efeito Copa do Mundo”, a indústria automobilística voltou a crescer. Segundo dados preliminares do Renavam, a primeira quinzena de julho terminou com 71.660 carros e comerciais leves vendidos, alta de 5,1% em relação a junho, quando o setor comercializou 68.147 unidades.


O número de vendas diárias cresceu 4,5%. A média até sexta-feira (14) era de 7.166, enquanto no mesmo período de junho o volume era de 6.855. As primeiras quinzenas dos dois meses tiveram dez dias úteis cada.


Se o volume de negócios continuar mantendo esse ritmo de crescimento, julho deve superar o mês passado, que teve 141.093 unidades comercializadas.


Fiat aumenta diferença


A primeira colocada na quinzena foi a Fiat, com 19.306 carros e comerciais leves vendidos. A empresa italiana continua aumentando sua participação no mercado – ela fechou os dez primeiros dias úteis de julho com 26,9% do bolo. No acumulado do ano, o número de licenciamentos de automóveis da marca já é de 220.426, o que representa 24,8% do volume total comercializado em 2006.


A Volkswagen continua na segunda posição, com 15.807 unidades comercializadas e participação de 22,1%. A GM segue de perto, com 15.206 negócios e 21,2% do bolo, enquanto a Ford é a quarta, com 8.439 carros e comerciais leves vendidos e 11,8% do mercado.


A briga pela quinta colocação continua acirrada, mas a Honda ainda é a primeira entre as novas montadoras. A japonesa vendeu 2.821 unidades na primeira quinzena de julho e ficou com 3,9% de participação. A Toyota fechou com um pouco menos, 2.745 negócios e 3,8% do bolo do mercado.

_______________________________

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors