Dia da Liberdade de Impostos é comemorado em quatro Estados do Brasil

O protesto é feito para mostrar o tempo que o cidadão tem de trabalhar somente para pagar toda a carga tributária
  1. Home
  2. Bolso
  3. Dia da Liberdade de Impostos é comemorado em quatro Estados do Brasil
Rodrigo Samy
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- O Dia da Liberdade de Impostos ou o "Tax Freedom Day" foi comemorado com várias ações no Brasil. Na semana passada, o WebMotors adiantou como seria o protesto na última segunda-feira de maio.

De acordo com as associações envolvidas, a data representa o dia do ano em que o cidadão estaria livre dos tributos, proporcionalmente a carga tributária paga em relação ao PIB anual. O Brasil é um dos países em que mais se cobram impostos no mundo. Todos os anos, os brasileiros têm que trabalhar 145 dias de 1º de janeiro até 25 de maio apenas para pagar os tributos cobrados pelo governo.

O protesto que começou no Rio Grande do Sul, em 2003, ganhou força. Hoje, ele ocorre também em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Na capital paulistana, o Dia da Liberdade de Impostos foi organizado pelo Instituto Mises Brasil IMB. Para Ricardo Salles, um dos organizadores do evento, o objetivo principal é "permitir que a população perceba o quanto os gastos governamentais pesam no bolso. A sobrecarga tributária impede o crescimento econômico e quem sofre mais são as pessoas com menor renda".

No dia que simboliza a data em que o consumidor para de trabalhar para pagar impostos, a venda de gasolina foi subsidiada no Centro Automotivo Portal das Perdizes, Zona Oeste de São Paulo. Em lugar dos R$ 2,39 por litro, os consumidores pagaram o valor de R$ 1,46 por litro, que é quanto a gasolina custaria se não incidissem tributos como a CIDE, PIS, Cofins e ICMS.

Segundo Guilherme Reischl, vice-presidente do Instituto Liberdade, Rio Grande do Sul: “o Dia da Liberdade de Impostos foi um sucesso. Começamos a distribuição das senhas às 7h e o abastecimento por volta das 9h. Todos os 250 carros foram abastecidos até 13h. É impressionante como a carga tributária pesa no bolso do consumidor”. Reischl ressalta que essa comemoração serve para que o consumidor tenha uma ideia da interferência governamental em nossas vidas.

Segundo dados da ANP Agência Nacional do Petróleo, o preço do litro da gasolina vendida ao consumidor no Brasil é de R$ 2,5.

Rio de Janeiro

Um posto de gasolina da rede Repsol, no bairro Botafogo, no Rio de Janeiro, ofereceu cinco mil litros de gasolina pela metade do preço aos seus clientes hoje 25. A redução foi possível porque um grupo de empresários e organizações não governamentais ligadas ao movimento Um Dia sem Impostos subsidiou o valor referentes aos impostos Cide, PIS, Cofins e ICMS sobre a gasolina, cerca de 53% do valor cobrado todos os dias.

Homens vestidos com fantasia de palhaço orientavam os motoristas. De acordo com o coordenador do movimento, o empresário Túlio Severo, o protesto ocorre simultaneamente em Belo Horizonte, São Paulo e Porto Alegre. O objetivo, acrescentou, é alertar a população sobre a alta carga tributária, o que prejudica principalmente a população de baixa renda.

“Quem vive com dez salários mínimos paga o mesmo imposto que o que recebe um salário mínimo. É uma palhaçada a gente pagar tanto imposto e ter tão pouco benefício”, disse Severo. “E para as coisas ocorram é a sociedade civil quem tem que se mobilizar e fazer valer os seus direitos.”

Uma das cobranças que, segundo ele, deve ser feita pela população é a aprovação da reforma tributária, que está parada no Congresso desde fevereiro de 2008 . O empresário lembrou que a escolha da data para protestar foi intencional, já que hoje o brasileiro completa 147 dias trabalhado só para pagar impostos.

“Não somos contra os impostos. Eles são fundamentais para a sociedade moderna quando bem aplicados. E, no caso do Brasil, a redução de cobranças trará benefícios para o governo, porque vai permitir mais circulação de dinheiro e produção, logo, mais impostos”.

Na fila quilométrica, motoristas estavam dispostos a esperar sob sol forte para pagar R$ 1,27 o litro do combustível, em lugar dos habituais R$ 2,54. O taxista Renato Pimental de Andrade, 47 anos, esperou uma hora e meia e disse que valeu à pena. “Tinham que abaixar esse preço ainda mais: para R$ 2 e fazer isso todos os dias. Nossa gasolina é uma das mais caras do mundo”.

Foram espalhado cartazes no posto mostrando o valor dos impostos em produtos básicos como a pasta de dente, cujo valor da taxa tributária é de 42% sobre o preço cobrado ao consumidor, e o café, que tem 36,52% de impostos incidindo sobre o preço final.

Colaborou Agência Brasil


Gosta de urbaninos?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas para esse segmento:

smart fortwo

Fiat Cinquecento

Ford Ka

Mini

Daihatsu Cuore

Hyundai Atos

Leia também:

Fiat e Chrysler fecham aliança, mas concordata se torna inevitável

Fiat Bravo pode ganhar versão sedã nos EUA sob emblema Chrysler

Divórcio: Mercedes não tem mais nada com Chrysler

Anfavea aguarda posse de Obama para falar em perspectivas para 2009

Vendas 2008: Ano fecha com crescimento de 14,1%

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors