Diferença econômica entre os países é o principal problema

Uruguai protesta contra o acordo automotivo
  1. Home
  2. Bolso
  3. Diferença econômica entre os países é o principal problema
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- O acordo firmado na semana passada entre Brasil e Argentina sobre o regime automotivo comum para o Mercosul pode não seguir adiante. A ameaça, agora, é o Uruguai, que mostra insatisfação com o acordo acertado entre brasileiros e argentinos.

Segundo o ministro das relações Exteriores do Uruguai, Didier Opertti, seu país não é obrigado a aceitar o acordo automotivo. Para ele, a diferença territorial e de potencial econômico entre os membros do Mercosul não pode ser aplicado ao âmbito jurídico. Opertti afirma que Uruguai e Paraguai não têm participado das negociações, por falta de convite: “assim, este acordo vale apenas entre os dois”.

Ele advertiu que seu país exigirá o cumprimento do princípio de igualdade jurídica entre os sócios do bloco, que reúne, além dos três países, também o Paraguai. Pelo acordo, antes da liberalização total do comércio de veículos entre os quatro países, haverá um período de transição de seis anos.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors