Fabricantes preparam descontos para a Black Friday

Black Feirão promovido pela Webmotors e Santander terá a maior oferta de carros da história do país

  1. Home
  2. Notícias
  3. Fabricantes preparam descontos para a Black Friday
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Se você está pensando em trocar de carro e esperava por um último bom motivo para realizar a compra, não precisa esperar mais. Os fabricantes de automóveis estão preparando uma enxurrada de promoções para a Black Friday deste ano.

Agora se o seu negócio é um seminovo, também há motivos para comemorar. A Webmotors e o Santander prepararam o Black Feirão, o maior feirão de carros da história do país. Entre os dias 08 e 28 de novembro mais de 6 mil lojistas oferecerão descontos e benefícios exclusivos. Isso quer dizer que haverá mais de 200 mil ofertas de carros entre novos e usados.

 Webmotors traz para você o maior feirão de carros do Brasil
Legenda: Webmotors traz para você o maior feirão de carros do Brasil
Crédito: Webmotors

Descontos chegam a 15%

A sexta-feira de descontos de 2018, a Black Friday, acontecerá no dia 23 de novembro e já está entre as três datas mais importantes da Chevrolet no ano. A empresa foi uma das primeiras do segmento automotivo no Brasil a fazer promoções específicas para o evento comercial. A expectativa é repetir a estratégia de 2017 com descontos de até 15% e de R$ 10 mil em valores absolutos.

“A Black Friday está entre uma das maiores e mais importantes ações de varejo, e foi se tornando imprescindível ao longo dos últimos anos. Em 2017 tivemos a maior Black Friday da nossa história, superamos os objetivos e obviamente essa régua vai subir. Para esse ano, sem dúvida, pode-se esperar excelentes oportunidades, se possível com descontos maiores que os do ano passado”, adianta Francisco Batajelo, gerente de Marketing da GM.

As ações da fabricante americana duram quatro dias. Começarão na quinta, véspera, e irão até o domingo seguinte. Em 2017, foram quase 4 mil unidades vendidas neste período, o que, segundo a marca, foi um resultado excelente. A Chevrolet também não adianta qualquer desconto, mas o consumidor deve ficar atento principalmente às promoções dos carros dos segmentos intermediários: ou seja entre os compactos de entrada e os médios.

São os produtos que costumam despertar mais interesse. Isso porque os abatimentos se apresentam mais significativos em relação aos modelos com menor valor agregado. E nas categorias de carros mais caros, a partir dos médios, o consumidor ainda é menos sensível a ações de varejo nos moldes da Black Friday.

Ao mesmo tempo, a data comercial costuma incentivar uma migração de segmentos. Ou seja, as condições para um automóvel podem ser tão atraentes que é comum o cliente que estava atrás de um seminovo optar por um 0 km. Ou mesmo alguém que pesquisava um hatch de entrada encontrar uma promoção na qual aquele compacto premium mais completo cabe no orçamento.

 Ford será uma das marcas com promoções na Black Friday
Legenda: Ford será uma das marcas com promoções na Black Friday
Crédito: Divulgação

“O consumidor encontra condições que permitem que ele amplie o seu leque de produtos. Pode ser para comprar um carro que não estava considerando, pois faltavam R$ 5 mil. Pode ser a necessidade de um prazo de 48 meses ou uma taxa de juros que se adequa ao planejamento, e que não existia. Tem coisas muito legais que vão além dos descontos e que trazem novos consumidores”, acredita Maurício Greco, diretor de Marketing da Ford Brasil.

Financiamentos e bônus também costumam surgir em forma de promoção na Black Friday. Taxa zero são estratégias usadas frequentemente por marcas como a Renault e a própria Ford. Na edição passada da ação comercial, a francesa ainda acenou com primeira parcela do financiamento para janeiro seguinte. A Peugeot, por sua vez, concedeu bônus de até R$ 4 mil nos usados que entrassem na negociação.

Em 2017, a Caoa Hyundai e a Ford atacaram com descontos de até R$ 10 mil. Agora, Maurício Greco, da marca americana, aconselha aos consumidores a ficarem de olho nas promoções da rede já a partir de 4 de novembro. A extensão do financiamento pode ser uma das estratégias da fabricante, com prazos mais longos - em até 60 meses - e, quem sabe, parcelas para depois de janeiro de 2019.

“Estamos trabalhando bastante para termos um mês com ofertas interessantes para os consumidores. A Black Friday traz um pouco de desejo, de euforia. Um evento em um momento como esse sempre ajuda a trazer um pouco de otimismo para o consumo. E ainda carrega o benefício de um fluxo maior de pessoas interessadas, o que mobiliza toda a cadeia”, aposta Greco.

Na GM, a aposta maior é mesmo nos abatimentos nos preços. “Nesta data o consumidor quer que os produtos estejam com um preço mais baixo e no nosso segmento não é diferente. Obviamente a condição de financiamento é importante para que ele feche o negócio, mas ele espera que o carro esteja mais barato”, defende Batajelo.

Dica: Pesquise e compare

Por esta razão, pesquisar é palavra de ordem na Black Friday, e com carros não deve ser diferente. A dica é, na semana que antecede a sexta-feira decisiva, começar a monitorar preços, promoções e condições. Além disso, o consumidor deve se lembrar que o negócio pode ser iniciado nos meios digitais, mas o processo de conclusão da compra do carro é feito sempre na concessionária, nos trâmites normais. Ainda mais se envolver seminovo como parte do pagamento, que ainda será avaliado.

Mas, mesmo que a compra seja concluída na revenda, são os canais digitais que ditam as vendas da Black Friday. Dados da GM apontam que a média de clientes que fecham negócio vindos dos sites da marca mais que dobra no fim de semana de descontos. Na Ford, as ações de pesquisa majoritariamente também partem da home page. “Toda a parte digital vai estar muito mobilizada em cima disso e as concessionárias terão todo aparato e conceito de concessão de crédito”, avisa Greco.

Além do esforço de vendas, as marcas de automóveis também enxergam na Black Friday um reforço de posicionamento. “Os resultados que se consegue garantem um fechamento de ano mais saudável para a montadoras. Porém, também há a questão de posicionar a marca, não só como ação de varejo, mas como uma ajuda ao consumidor a ter o seu produto”, acredita Batajelo, da General Motors.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors