Fiat anuncia novos investimentos no Brasil

Montadora aplicará cerca de 3 bilhões de dólares nos próximos cinco anos.
  1. Home
  2. Bolso
  3. Fiat anuncia novos investimentos no Brasil
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- O superintendente mundial da Fiat Auto, Giancarlo Boschetti, anunciou que a montadora vai investir no Brasil cerca de R$ 3 bilhões nos próximos cinco anos 2002-2006. O pronunciamento foi feito segunda-feira 08 em Belo Horizonte, MG.

Uma parte dos investimentos destinados ao Brasil já vem sendo realizada este ano, em Betim, com R$ 500 milhões destinados à área industrial – sendo R$ 100 milhões para o desenvolvimento de novos produtos, como o Fiat Stilo, que chega às revendas do país neste segundo semestre.

Sobre a situação enfrentada pela marca na Europa, Boschetti rejeitou, com firmeza, os rumores de uma possível venda da divisão de carros para a GM em 2004 - prazo, na sua opinião, mais do que suficiente para que a situação atual seja inteiramente revertida.

O superintendente da Fiat explicou a reorganização interna da divisão automotiva do grupo mundial. Em fevereiro último, a Fiat Auto iniciou um radical e profundo processo de reorganização interna, estruturando-se em quatro Unidades de Negócios: Fiat/Lancia/Veículos Comerciais; Alfa Romeo; Desenvolvimentos Internacionais e Serviços para o Cliente. “Entre os pontos-chave da estratégia pela qual a Fiat Auto pretende sair da situação atual, que atinge o mercado de carros de toda Europa, o mais especial será o que trata do mercado italiano, cujo declínio contribuiu para deixar a Fiat naturalmente mais evidenciada, já que 60% das vendas da marca dizem respeito ao seu mercado doméstico”, observa Boschetti.

Boschetti explicou outra questão importante enfrentada pela Fiat Auto: o excesso de capacidade produtiva, e acenou a possibilidade de cortes de postos de trabalho. “Hoje nossas fábricas utilizam apenas 70% de sua possibilidade, mas podemos otimizar isso, por meio da redução das linhas de produção, mantendo obviamente inalterada a gama de produtos e versões”, afirma, lembrando a já anunciada decisão de recorrer aos instrumentos necessários para operar uma redução de pessoal, de cerca de 2.400 unidades, correspondendo a 7% da força de trabalho européia. “A elas devem ser acrescentadas outras 600 pessoas pertencentes a empresas de serviços do Grupo Fiat. Estas medidas não implicam, porém, em fechamento de instalações”, ressaltou o superintendente da Fiat Auto.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors