Fisker mostra em Detroit seu cupê cabriolet elétrico, o Karma S

Modelo, apresentado como conceito, tem todas as chances de ser produzido em série
  1. Home
  2. Bolso
  3. Fisker mostra em Detroit seu cupê cabriolet elétrico, o Karma S
Gustavo Ruffo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- A Fisker aproveitou o Salão de Detroit para mostrar a versão de produção em série do Karma, seu carro elétrico de autonomia estendida, e seu primeiro derivado. Apresentado como conceito, o Karma S de Sunset, por-do-sol não deve ser mantido apenas como uma boa idéia. O mais certo é que ele seja a atração principal da marca no ano que vem ou até este ano, em alguma outra cidade dos EUA, como Chicago ou Los Angeles. E o melhor é que ele é um cupê cabriolet, com capota rígida retrátil.

Isso facilita a vida daqueles que hesitam entre um conversível e um cupê. Afinal de contas, os cupês cabriolet são cupês e conversíveis ao mesmo tempo. De resto, o Karma S mantém as mesmas características que devem fazer do Karma um sucesso: seu inovador sistema de propulsão.

A exemplo do Chevrolet Volt, o Karma é um veículo elétrico, que pode ter suas baterias de íons de lítio carregadas em tomadas comuns de 110V. Contando apenas com a recarga em tomadas, o sedã pode percorrer até 80 km por dia, distância mais do que suficiente para os deslocamentos da maioria das pessoas.

Se o carro tiver de ir mais longe, um motor 2-litros Ecotec com injeção direta de gasolina e turbo, que o leva a 260 cv, gera energia para alimentar as baterias. E só para isso, daí o estranhamento que este motor, a gasolina, causa. Precisava ser tão forte? O fato é que, com a energia gerada por este motor, a autonomia chega a 480 km. Podia ser maior, se o motor a gasolina fosse menor e mais eficiente.

Com preço de US$ 80,4 mil o original era US$ 87,9 mil, mas o governo norte-americano concedeu benefícios fiscais ao carro, o Karma oferece outros mimos. Ele é impulsionado por dois motores de 201 cv cada um, instalados no eixo traseiro do carro. A velocidade máxima é de 200 km/h no modo esporte, com 0 a 100 km/h em 5,8 s.

Tanto o Karma S quanto o sedã têm apenas quatro lugares. Todos individuais: serão dois na frente e dois atrás. As rodas, de aro 22” de série, são um exemplo claro do que se pode esperar do Karma, que também tem oito cores para oferecer a seus compradores. Fora elas, haverá DVD individuais para os passageiros do banco de trás, navegador por GPS e outras utilidades eletrônicas.

Todas as referências de tamanho do Karma se ligavam a seus concorrentes diretos. Segundo a Fisker, ele teria altura próxima da de um Porsche 911, o comprimento de um Mercedes-Benz CLS e a largura de um BMW Série 7. As medidas finais, respectivamente, são 1,33 m de altura, 4,99 m de comprimento e 1,98 m de largura. O entreeixos é de excelentes 3,16 m.

Outro mimo que a empresa reservará a seus clientes será a primeira tiragem do modelo. Os primeiros 99 Karma serão todos pintados na mesma cor do modelo exibido em Detroit neste ano, numerados e assinados pelo próprio Fisker. Se o carro, em si, já pode se tornar item de colecionador, numerado e assinado seu valor pode ir às alturas.

Uma das coisas que facilitaram a vida da Fisker foi a sorte de contar com um sistema de propulsão pronto, o Q-Drive, criado pela empresa Quantum Technologies. Ele consiste de baterias de íons de lítio que podem tanto ser alimentadas pela rede de eletricidade das casas quando postas para recarregar quanto por um pequeno motor a combustão.

Outras fontes de energia elétrica para o carro são provenientes do teto com células fotoelétricas, que mantém o ar-condicionado funcionando com o Karma estacionado, e da frenagem regenerativa, que recupera parte da energia gasta nas paradas.

Para explicar a escolha do nome, a Fisker se preocupou em dizer o que ele significa. “No Budismo/Hinduísmo, carma é definido como a força gerada pelas ações boas ou ruins de alguém, que determina a natureza da próxima existência dessa pessoa”, informa o texto de apresentação do sedã. Não se sabe se o sedã vai influenciar ou não no carma de alguém, mas seu sucesso será determinante para a existência futura de sua fabricante. Até agora, já foram encomendados mais de mil unidades do sedã, segundo a Fisker, que deve dar graças a Deus pelo bom Karma que apresentou nesta vida...

Gosta de sedãs esportivos?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas para esse segmento:

BMW M5

Jaguar S-Type R

Maserati Quattroporte

Mercedes-Benz E 55 AMG

Leia também:

Protoscar apresentará em Genebra seu conversível elétrico, o Lampo

REVAi, prestes a chegar ao Brasil, ganha baterias de íons de lítio

REVAi começa a ser vendido no Brasil em janeiro de 2009

BYD inicia vendas do F3DM, primeiro híbrido plug-in do mundo

Honda mostra que sustentável pode ser divertido com FC Sport

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors