GM investe em São Caetano para fazer novo modelo

Unidade de São Caetano será uma das mais modernas do país e terá produção elevada para 330 mil unidades

  1. Home
  2. Bolso
  3. GM investe em São Caetano para fazer novo modelo
Rodrigo Ferreira
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Chevrolet anunciou hoje o investimento de R$ 1,2 milhão para a fábrica de São Caetano do Sul, a mais antiga da marca instalada no Brasil. Além da modernização das instalações, haverá a ampliação da capacidade instalada, que passará dos atuais 250 mil para mais de 330 mil veículos produzido por ano.

Sem falar em modelos, os executivos da marca informaram que a planta reformulada estará pronta para receber novos lançamentos para a sua gama de veículos. Provavelmente entre 2020 e 2021. Atualmente são feitos em São Caetano o Onix Joy (versão de entrada), Cobalt, Spin e Montana.

Nova Tracker?

O presidente da Chevrolet para a América do Sul, Carlos Zarlenga, descartou a fabricação de modelos híbridos e elétricos no local. “Pelo menos neste ciclo de investimento (que vai até 2020) não temos a pretensão de produzirmos aqui veículos híbridos ou elétricos”, afirmou. A marca já havia comunicado que estuda trazer importado para o Brasil o monovolume Bolt EV, possivelmente na virada do ano.

Em janeiro deste ano, no Salão de Detroit (EUA), Zarlenga deu pistas de que pretende produzir um SUV compacto no Mercosul, muito possivelmente uma nova geração do Tracker. “Atualmente nós temos a produção da Tracker no México. Mas se você se lembra o Brasil tinha firmado um acordo de livre comércio com o México no momento de investimento deste projeto . Então nós fizemos um investimento (de produzir no México) que depois não teve o resultado que a gente queria, porque teve uma mudança rápida e sem muita antecipação do acordo que tinha sido firmado. Se vamos ter uma produção local (no Brasil) de veículos em um segmento que é tão importante e está crescendo no Brasil (SUVs compactos) sem dúvida faz sentido, seja na Argentina ou no Brasil, mas dentro do Mercosul”, explicou Zalenga na ocasião.

O investimento de R$ 1,2 bilhão faz parte de um ciclo de atualização das unidades fabris da marca instaladas no Brasil que consumirá um total de R$ 13 bilhões até 2020.

A unidade de São Caetano, que começou a ser construída em 1927, vai receber novas tecnologias de manufatura e deverá se tornar uma das fábricas mais avançadas da marca no mundo. Entre os aprimoramentos estão previstos novo sistema de montagem de motor e transmissão, solda a laser, prensas de última geração, novo processo de funilaria e novo transportador de veículo na linha de montagem.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors