Grandes perdem e médias crescem na crise

Fiat, GM e VW perdem 6 pontos de participação. Honda, Ford, Toyota e Hyundai ganham 5,9
  1. Home
  2. Bolso
  3. Grandes perdem e médias crescem na crise
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

IMAGE

Algumas montadoras estão sofrendo para, pelo menos, não perder mais do que a média do mercado.

Manter a participação num momento em que as vendas estão caindo 20,9% (janeiro a maio) já seria um grande negócio, mas nem todas as marcas estão conseguindo isso.

As maiores vítimas são as grandes montadoras. Donas de 57,5% do mercado interno no período janeiro-maio do ano passado, Fiat, GM e Volkswagen já perderam, juntas, seis pontos percentuais este ano, enquanto assistem algumas concorrentes nadarem de braçada contra a corrente e aumentar a participação no mesmo período, casos da Honda, Toyota, Ford e Hyundai (veja quadro).

Líder de vendas, a Fiat foi a marca que mais perdeu este ano, caindo de 21,8% (291.001 unidades) para 18,8% de participação, com apenas 200.011 unidades até maio: 91 mil carros a menos.

A Volkswagen vendeu 66 mil carros a menos que janeiro-maio do ano passado, caindo de 17,5% para 15,6% e a GM perdeu 1,1 ponto de participação (caiu de 17,7% para 16,6%).

Citroën, Peugeot, JAC, Kia e Mitsubishi e Chery também perderam participação (veja tabela).

A Honda foi a marca que mais aumentou a participação este ano. Em cinco meses a japonesa conquistou nada menos do que 1,8 ponto percentual, subindo de 3,8% para 5,6%. Resultado obtido não apenas pelo sucesso do novo HR-V, mas pelas boas vendas de todo o portfólio de produtos da empresa. A Honda já vendeu este ano 59.567 unidades.

A Ford foi a única das marcas tradicionais que cresceu este ano, aumentando a participação de 9,09% para 10,7%, graças principalmente às boas vendas do Ka, que foi renovado e lançado no segundo semestre do ano passado. A Ford vendeu este ano 113.999 unidades.

Toyota (com aumento de 1,5 ponto de participação) e Hyundai (passou de 6,7% para 7,7%) também aumentaram consideravelmente sua participação no mercado interno.

Outras cinco marcas ampliaram a presença no bolo do mercado: a Nissan, com as boas vendas do March, Versa e Sentra. A Jeep, em apenas um mês vendeu mais de mil unidades do Renegade. Além das três marcas alemãs de luxo – Mercedes-Benz, Audi e BMW - que, juntas, conquistaram 0,55 ponto percentual, vendendo juntas quase 20 mil carros até maio.

Quer dizer, a crise não é generalizada: enquanto alguns perdem, outros se sustentam e outros, ainda, com bons produtos e boas estratégias, fazem sucesso em plena crise.

POS.

MARCA

PART.% 2014

PART.% 2015

P.P.%

 HONDA

3,84

5,59

1,8

 FORD

9,09

10,7

1,6

 TOYOTA

5,23

6,72

1,5

 HYUNDAI

6,75

7,74

1

 NISSAN

1,91

2,33

0,41

 JEEP

0,06

0,43

0,37

 MERCEDES-BENZ

0,43

0,67

0,24

 AUDI

0,38

0,6

0,22

 BMW

0,45

0,55

0,1

10º

 LIFAN

0,13

0,2

0,07

11º

 TROLER

0,03

0,09

0,05

12º

 LAND ROVER

0,27

0,31

0,04

13º

 VOLVO

0,1

0,15

0,04

14º

 SUZUKI

0,19

0,22

0,03

15º

 SUBARU

0,03

0,06

0,03

16º

 GEELY

0

0,03

0,02

17º

 RENAULT

6,94

6,95

0,01

18º

 DODGE

0,1

0,11

0,01

19º

 MINI

0,08

0,08

0,01

20º

 SMART

0,01

0,02

0,01

21º

 LEXUS

0,01

0,02

0,01

22º

 FOTON

0

0,02

0,01

23º

 JAGUAR

0,01

0,01

0,01

24º

 PORSCHE

0,02

0,03

0

25º

 CHANA

0,01

0,01

0

26º

 IVECO

0,12

0,11

-0,01

27º

 SHINERAY

0,03

0,02

-0,01

28º

 JINBEI

0,02

0,01

-0,01

29º

 RELY

0,04

0,02

-0,02

30º

 SSANGYONG

0,04

0,01

-0,02

31º

 HAFEI

0,04

0,01

-0,03

32º

 MITSUBISHI

1,78

1,73

-0,05

33º

 CHERY

0,29

0,24

-0,05

34º

 KIA

0,75

0,68

-0,07

35º

 JAC

0,32

0,22

-0,1

36º

 PEUGEOT

1,48

1

-0,48

37º

 CITROËN

1,91

1,25

-0,66

38º

 GM

17,71

16,58

-1,12

39º

 VOLKSWAGEN

17,49

15,66

-1,83

40º

 FIAT

21,85

18,78

-3,07

Fonte: AutoInforme

 

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors