Guia de compra - Ford Belina II

Leia aqui os melhores conselhos para a compra deste modelo derivado do sedã Del Rey
  1. Home
  2. Bolso
  3. Guia de compra - Ford Belina II
Rodrigo Samy
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- O modelo perua baseado na mesma plataforma do Ford Corcel II começou a ser produzido em 1980. Totalmente diferente da Belina de primeira geração, a Belina II conquistava o consumidor que procurava um automóvel familiar. O primeiro motor que a perua II utilizou foi o 1,6-litro movido a gasolina. Já em 1982, a Belina II passou a contar também com o propulsor movido a álcool. O diferencial diante da concorrência, na época, era o câmbio manual de cinco velocidades. Outra inovação ocorreu em 1985, com o lançamento da Belina 4x4. Até hoje, nenhum fabricante brasileiro produziu uma perua, derivada de automóvel, com o mesmo sistema.

Apesar da inovação, o próprio fabricante recomendava o acionamento do sistema, herdado da picape Pampa, abaixo de 60 km/h. Com o fim da produção do Corcel, em 1987, a Belina II passou a se chamar Del Rey Belina. Além de herdar o nome do sedã paparicado, a perua ganhou melhoras no acabamento, no painel e no porta-malas.

Em 1990, a Ford substituiu o famoso motor CHT de 1,6-litro e passou a utilizar o propulsor AP de 1,8-litro da Volkswagen. A utilização só foi possível devido à criação da Autolatina, acordo em que as duas montadoras compartilhavam componentes.

Com a Autolatina, a Belina passou a usar o mesmo motor e transmissão do Santana. Ela ficou mais potente, com os seus 96 cv, e teve uma leve alteração no consumo.

A morte da Belina Del Rey foi declarada em 1991. Entre as características fortes do modelo que conquistou o consumidor durante mais de 10 anos estão: conforto, espaço, economia e durabilidade. A Belina Del Rey era composta pelas versões "L, GL, GLX, Ghia e 4x4".

Comprando uma Belina usada

Uma das dicas para não levar um “mico” para casa é verificar a lataria. Como o último modelo foi produzido há quase 20 anos, é um pouco complicado encontrar um carro com todas as peças originais. Para saber se a lataria teve muitas avarias, um imã de geladeira resolve. Ele detecta com a sua magnetização se há muita massa no carro.

Um cuidado crucial para peruas é com relação à tampa do porta-malas. Ela deve estar fechando corretamente e as borrachas devem estar vedando corretamente. No caso dos modelos movidos a álcool, vale colocar o carro no elevador é verificar se existe corrosão no cano de escapamento. Aliás, elevar carros no elevador é válido para qualquer compra.

Com isso, você verifica se há folga nas buchas, vazamentos e se o escape está em ordem. Pelo fato de ser pesada 1.138 kg, a Belina normalmente exige mais de sua suspensão. Outro item bem exigido devido ao seu peso são as homocinéticas. Por isso, antes de sair com o carro da loja, veja se não há chiados nas rodas dianteiras, principalmente em primeira marcha e com a direção totalmente esterçada. Vale também olhar as coifas. Se houver excesso de graxa ou de pó, é sinal que o sistema de tração dianteira não está em ordem.

Um carro com mais de 20 anos de fabricação utiliza carburador, naturalmente. Logo, este item deve ser analisado com calma. No caso da Belina equipada com motor CHT, o sistema de alimentação é feito pelo carburador da marca Weber de corpo duplo. Um dos problemas recorrentes é o entupimento do segundo estágio, atrapalhando o rendimento do carro em rotações mais elevadas. Para sanar o problema é necessário fazer a limpeza do conjunto inteiro ou às vezes até efetuar a troca.

Tanto o motor CHT de 1,6-litro como o AP de 1,8-litro são bem-vindos pelos mecânicos. Eles são de fácil manutenção e a oferta de peças de reposição é grande. No caso da transmissão, prefira a da Belina Ghia, que é a do VW Santana. A anterior, que “conversa” com o CHT tem sincronismo um pouco mais impreciso.

O painel da Belina Ghia é mais luxuoso que o da antiga e oferece um volume maior de informações. Veja se todas as luzes estão acendendo corretamente, pois o componente da versão mais requintada é caro e dificilmente é encontrado.

Gosta da Ford Belina II?

Então escolha aqui o modelo mais adequado para você:

Ford Belina II

Procure todos os Guias de Compra aqui!

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors