Guia de compras: Hyundai Azera

Tudo o que você precisa saber antes de comprar o sedã sul-coreano
  1. Home
  2. Bolso
  3. Guia de compras: Hyundai Azera
Fernando Garcia
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


Você sempre sonhou em colocar na garagem um sedã com status de importado, elegante, repleto de equipamentos de conforto e segurança, mas o preço proibitivo sempre foi empecilho? Calma, a sua hora chegou e o Hyundai Azera pode ser o futuro candidato.

O Azera foi lançado em outubro de 2007 como modelo 2008 em uma única versão, a GLS, que vem equipada com motor V6 de 3,3 litros que rende 245 cv. De série tem: ar-condicionado digital com ajustes independentes para os dois lados da cabine, apliques em madeira legítima nos detalhes internos, duplo airbag frontal, lateral e de cortina; transmissão automática de cinco marchas, trio e bancos de couro com ajustes elétricos e sistema de som Infinity com dez alto-falantes e controles no volante, rodas de alumínio de aro 17, lanternas traseiras de leds, faróis de neblina, revestimento interno em tonalidade clara e vidros fotocrômicos, que variavam a transparência em função da luz do dia. Já como opcional, é oferecido o pacote completo que vem a mais: cortina traseira e teto solar elétricos, faróis de xenônio, visor LCD, disqueteira de seis discos no painel e duas memórias para bancos, retrovisores e volante. Graças a esta excelente relação custo-benefício, o sedã da Hyundai conseguiu emplacar 4.887 unidades em 2008, ano em que começaram as vendas.

Já em setembro de 2008, o Azera recebeu as primeiras mudanças como as rodas com novo desenho e entrada para iPod, mas em julho de 2010, a Hyundai lançava a linha 2011 com novo conjunto ótico com filete de leds, além de grade, para-choques e lanternas novos. Na parte interna, novo sistema de som, além de memória para o ajuste do banco do motorista que era estendida às posições dos retrovisores e do volante. O motor V6, por sua vez ganhava mais 20 cv, totalizando 265 cv e a transmissão automática ganhava seis velocidades. 

A segunda geração – quinta geração em outros países onde é conhecido pelo nome de Grandeur - só viria em janeiro de 2012. Totalmente reformulado, o modelo afastava de vez o conservadorismo presente na antiga geração. Suas linhas audaciosas impunham mais respeito denotando um ar mais esportivo ao sedã. Na lista de equipamentos, a marca coreana dispunha de dois pacotes de equipamentos. O primeiro trazia airbag para joelho do motorista, saídas de ar-condicionado para os passageiros do bancos de trás, bancos dianteiros com aquecimento, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros e limpador de para-brisa automático. O pacote mais completo incluía controle de estabilidade e de tração, chave presencial para destravamento de portas e partida do motor, cortina traseira com acionamento elétrico, teto solar panorâmico, faróis de xenônio, freio de estacionamento com comando elétrico e regulagens elétricas dos bancos, espelhos e volante com memória. Na motorização, o Azera contava com uma nova unidade, um 3,0 litros, V6 de quatro válvulas por cilindro de 250 cv.

De olho na compra

Com boa oferta no mercado de usados, de acordo com alguns lojistas multimarcas consultados, por menos de R$ 40.000 reais é possível levar para casa um 2008 completo com ar-condicionado digital, 10 air-bags, transmissão automática de cinco marchas, trio e bancos de couro com ajustes elétricos, faróis de neblina, cortina traseira e teto solar elétricos, faróis de xenônio, visor LCD, disqueteira de seis discos no painel. Outra grande vantagem é que dependendo do ano e modelo do Azera, é possível obter o benefício da garantia de fábrica. Um zero-quilômetro, por exemplo, são cinco anos. Outro ponto a favor do sedã coreano está na motorização. O Azera tem motor de alumínio de 3.3 litros V6 de 24 válvulas, com comando de válvulas e coletores de admissão variáveis que rende 245 cv de potência e 31 kgf.m de torque, ou seja, mais potente que o Mercedes-Benz C 280, equipado com um V6 3.0 com 231 cv e 30,6 kgf.m e bem mais em conta. Para quem não faz questão de ostentar a estrela de três pontas, mas quer conforto e excelente nível de equipamentos, o Hyundai Azera custa até 93% a menos. Em contrapartida, a desvalorização dele é a mais alta do segmento. Um zero-quilômetro, por exemplo, chega a sofrer uma desvalorização média em um ano de – 23,8% ao passo que um Toyota Corolla, por exemplo, perde -12,7%.

Outro ponto negativo do modelo é o alto valor cobrado de suas peças que não são possíveis encontrá-las no mercado paralelo. Um conjunto de faróis completo com xenônio sai mais de R$ 5.000 na autorizada Ford. Por isso, vale aqui uma dica: faça uma contratação de um seguro que cubra os faróis, pois algumas seguradoras colocam clausulas opcionais para tal cobertura. Por falar em seguro, o de um Azera 2008 custa em torno de R$ 4.360 para uma franquia de R$ 2.680.

Alguns pequenos detalhes também são alvo de críticas de seus proprietários. Um exemplo é a tampa que cobre os dois porta-copos que apresenta fragilidade na trava quebrando com certa facilidade. Uma peça nova não sai por R$ 500 e é preciso esperar quatro dias úteis para chegar.

Um problema crônico dos Azera é a persiana do teto solar que se abre a qualquer movimento. A solução é levar em algum especialista para fixá-la melhor. A cortina traseira elétrica, por sua vez, com o tempo pode ocorrer o emperramento de um dos braços que a levanta, prejudicando o correto funcionamento. Além disso, também foram diagnosticados ruídos neste equipamento. Para resolver isso, só reapertando e lubrificando todos os componentes móveis. Outra peça que costuma apresentar ruídos é o suporte do extintor de incêndio que é preso por dois parafusos a uma tampa lateral plástica. A dica é simples: reaperte e se for possível coloque arruelas de borracha para evitar o atrito entre as partes de metal.

Por fim, atente para o recall da substituição do interruptor das luzes de freio de veículos produzidos entre janeiro e fevereiro de 2010 (outubro de 2013). De acordo com o Grupo Hyundai-CAOA alguns modelos podem ter terminais do interruptor carbonizados que poderia, dentre outros problemas não acender as luzes de freio, além de falhas nos controles adicional de estabilidade e piloto automático, entre outras consequências. Para saber se a unidade em vista passou por este recall, basta entrar em contato com a central de atendimento, no telefone 0800-559545 (de segunda a sexta-feira, das 08h às 18h), ou pelo site da marca www.hyundai-motor.com.br/recalls.php. Boa compra!

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors