Importados: vendas tiveram crescimento de 14,99%

Desempenho em 2004 foi superior ao previsto pela Abeiva no começo do ano
  1. Home
  2. Bolso
  3. Importados: vendas tiveram crescimento de 14,99%
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- As empresas filiadas à Abeiva – Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores comercializaram em dezembro último , no atacado, 472 unidades, volume 21,65% superior ao mês anterior e 65,61% mais em relação a dezembro de 2003. No acumulado do ano de 2004, as seis importadoras – BMW, Ferrari, Kia Motors, Maserati, Porsche e Ssangyong – somaram 3.797 veículos, no atacado, total 14,99% superior ante o volume de 3.302 unidades de 2003.

“Agora, dezembro passou a ser o melhor mês de 2004”, destaca José Luiz Gandini, vice-presidente da Abeiva e presidente da Kia Motors do Brasil, “com esse resultado, conseguimos superar a previsão de 3.700 unidades”. As vendas no varejo acompanharam o comportamento de comercialização do atacado. Em 2004, as seis associadas à Abeiva fecharam o ano com 3.760 unidades vendidas no varejo.

Embora o fechamento do ano de 2004 tenha sido alentador, a direção da Abeiva manifesta sua preocupação por ainda não ter saído o acordo bilateral Mercosul-União Européia, que deveria ter sido assinado em outubro último e que poderia aliviar as operações dos importadores de veículos de origem européia a partir deste ano, por conta da desvantagem cambial das empresas que comercializam seus produtos lastreados em euro.

Gandini enfatiza ainda que outra importante questão ao setor de carros importados será, em 2005, o tratamento isonômico por parte do governo e da legislação brasileiros. “Esperamos que as sugestões, hoje em debate, de redução de tributos à cadeia automotiva também sejam extensivas aos veículos importados, para que não sejamos prejudicados mais uma vez”, alerta.

Na passagem ao sexto ano sem alteração na alíquota de importação, de 35%, política cambial que privilegia a exportação e ainda sem a efetivação de acordos bilaterais, as perspectivas de comercialização de carros importados para 2005 são de chegar a 4.000 unidades, um aumento da ordem de 10% sobre 2004.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors