Indústria defende novas parcerias internacionais

  1. Home
  2. Bolso
  3. Indústria defende novas parcerias internacionais
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Firmar convênios com outros países é uma necessidade básica para o crescimento do setor automobilístico. Porém, segundo os especialistas do meio, o Brasil precisa primeiro “arrumar a casa” para depois investir em novos mercados.

De acordo com Marco Saltini, presidente da AEA Associação Brasileira de Engenharia Automotiva, o país precisa tomar algumas medidas, como a definição das condições do acordo Brasil-Argentina, no Mercosul e na Rodada Doha. O convênio prevê a redução das taxas globais de importação. “Para as negociações com outros países, é necessário fortalecer os acordos vigentes, resolver os impasses da parceria com a Argentina e fortalecer o Mercosul”, disse Marco.

O diretor do Departamento das Indústrias de Equipamentos de Transporte da Secretaria do Desenvolvimento da Produção segue a mesma linha de Saltini. Paulo Sérgio Coelho Bedran ressaltou que o Brasil não pode deixar sua tarifa de importação cair muito, pois, caso isso aconteça, será difícil convencer montadoras a investir no País.

Já a vice-presidente da Anfavea, Elizabeth Carvalhaes, atentou para outro fator: o custo de produção no Brasil. “As indústrias sofrem profundamente com o aumento de aço, plástico e outros forjados.”
_______________________________
E-mail: Comente esta matéria

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors