Junho tem primeira quinzena de vendas fraca

Com apenas 94,6 mil carros vendidos no período, média é pior que a de maio
  1. Home
  2. Bolso
  3. Junho tem primeira quinzena de vendas fraca
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

IMAGE

Com apenas 94,6 mil carros e comerciais leves vendidos, a primeira quinzena de junho aprofunda a crise vivida pelo setor automobilístico. A média diária é ainda pior do que a registrada no mês passado: foram vendidos na primeira quinzena 9.460 carros por dia.

As ações criadas pelo setor para incentivar a compra não deram resultado, como o Festival do Consorciado Contemplado, que tenta fazer os consórcios em posse da carta de crédito a efetuar a compra. Individualmente, montadoras e concessionárias oferecem juro zero, descontos e facilidade de pagamento, tudo sem resultado.

A esperança é uma melhora na segunda quinzena com a realização do Salão Auto Caixa, que, de 18 a 20 deste mês, vai oferecer condições especiais de crédito nas cerca de mil concessionárias participantes. O crédito poderá chegar (dependendo do perfil do cliente) a até 100% do valor do carro.

O destaque no ranking por marcas é o avanço da Hyundai, que vendeu 8.596 unidades e fechou a quinzena com 9,1% de participação, um crescimento de dois pontos percentuais em relação ao fechamento de 2014. Com isso, a Hyundai já ameaça a Ford na luta pela quarta posição no ranking. Com 9.219 unidades, a Ford ficou com 9,7% de participação no período.

A Fiat manteve a liderança, com 18,6%; Chevrolet tem 15,6% e Volkswagen 14,8%. Destaque para a Citroën, que volta provisoriamente à lista das dez marcas mais vendidas, posição que será difícil de ser mantida até o fim do mês, pois é ameaçada pela Jeep, 11ª, colocada com apenas cinco carros a menos e também pela Mitsubishi.

Consulte preços de carros novos e usados na Tabela Fipe e WebMotors.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors