Mercado: janeiro teve queda nas vendas e na produção

Números acima da média em dezembro de 2004 refletem no primeiro mês do ano
  1. Home
  2. Bolso
  3. Mercado: janeiro teve queda nas vendas e na produção
Cesvi Brasil
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

-
Em janeiro foram produzidos 160.888 autoveículos veículos de passeio, caminhões, ônibus e máquinas agrícolas, número 14,9% mais baixo que a produção de dezembro de 2004. No entanto, comparado ao primeiro mês do ano passado, houve crescimento de 3,1%, de acordo com dados da Anfavea Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores.

As vendas de veículos em janeiro seguiram a tendência da produção e registraram queda de 40,1% em relação a dezembro, quando as vendas foram 35% acima da média. Comparado a janeiro de 2004, a queda foi de 0,7%.

Segundo o presidente da entidade, Rogélio Golfarb, como é tradicionalmente um período de vendas mais baixas que o resto do ano, apesar dos números, janeiro não pode ser considerado como um mês de queda do setor. “Em dezembro, a competitividade entre os fabricantes impulsionou as vendas, tanto que o período registrou números bem acima da média do ano. Foram licenciados 178 mil veículos, cerca de 35% acima da média de 2004”.

Já as exportações, que em 2004 registraram crescimento de 51%, em janeiro tiveram variação negativa de 18,1% ante o mês de dezembro de 2004, e aumento de 34,4% comparado a janeiro de 2004. As estimativas de exportações para esse ano prevêem crescimento menor do que o ano passado. Enquanto em 2004 o aumento foi de 51%, nesse ano o aumento esperado é de 7,0%, cerca de US$ 8,9 bilhões comercializados.

O presidente da entidade explica: “esse crescimento menor se deve a dois fatores: ao câmbio, pois o real foi supervalorizado em 2004 e aos prováveis aumentos dos insumos, principalmente do aço, que só no ano passado sofreu aumento de 160%”, explica Golfarb.

Para 2005, a Anfavea prevê crescimento, porém, mais comedido que o ano passado. Espera-se que a produção aumente em 5,4%, aproximadamente 2,3 milhões de unidades; as vendas devem crescer em torno de 4,0% e atingir a marca de 1,64 milhões de veículos comercializados.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors