Montadoras apontam crescimento em 2002

Ford, Toyota, Peugeot e Audi anunciam melhoria nas vendas
  1. Home
  2. Bolso
  3. Montadoras apontam crescimento em 2002
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- A Ford concluiu o seu balanço de vendas em 2002 com 147.610 veículos comercializados no varejo, resultado 18,6% melhor que o obtido em 2001, e aumentou para 9,9% a sua participação de mercado, que foi de 7,7% no ano anterior.

O bom resultado da Ford no ano foi coroado com um excelente mês de vendas em dezembro, quando comercializou 14.401 unidades. Esse volume representa um crescimento de 17% sobre o mês de novembro e é 53,5% melhor que o obtido em dezembro de 2001.

Além do Novo Ford Fiesta, que vendeu 6.326 veículos – um aumento de 13,6% em relação a novembro –, outro destaque foi o Ford Ka, com a comercialização de 2.749 unidades, seu melhor resultado desde dezembro de 1999.

A Ford também atingiu, e superou, a sua meta de crescimento de 20% nas exportações e elevou o seu faturamento a mais de US$530 milhões com as vendas externas. Em 2002, exportou 53.996 unidades, volume 50,7% maior que o do ano anterior.

Em 2003, ano em que a Ford Motor Company comemora o centenário de sua fundação, a empresa lança o utilitário esportivo EcoSport.

A Audi também conseguiu fechar o ano com bons resultados. Apesar da difícil situação no cenário econômico, a performance dos negócios da Audi no ano foi caracterizada pelo crescimento de unidades vendidas em todos seus principais mercados. As vendas mundiais de veículos Audi cresceram 2,1%, o que representa 741.700 unidades. As exportações da Audi são responsáveis por cerca de 67% deste total 2001: 65%.

Na Europa Ocidental, espera-se que o market share atinja o nível recorde de 3,8% no ano anterior foi de 3,6%. Este é o mais alto número que a Audi já atingiu na história da empresa. Um total de 549.800 veículos foi entregue a consumidores naquela região crescimento de 0,3%. Na Alemanha, a empresa vendeu mais de 243.600 modelos Audi queda de 4,4%. O market share manteve-se em alta com 7,5%, mesmo valor do ano anterior. O volume de vendas aumentou 21% no Reino Unido, representando mais de 65.500 unidades; na Itália, o aumento foi de 6,6%, atingindo cerca de 50.100 veículos; na França houve crescimento de 0,7%, representando um total de 40.800 unidades vendidas e na Espanha, mais de 41 mil unidades de modelos Audi foram vendidas queda de 2,5%.

No Brasil foram comercializados 10.675 veículos da marca Audi, entre os modelos importados e o nacional A3.

A Toyota do Brasil declarou que cresceu 43,2% em 2002, em comparação com 2001. Foram 17.499 unidades comercializadas no País, ante 12.217 veículos da marca vendidos em 2001.

O maior responsável por esse resultado positivo foi o novo Corolla, que liderou o segmento de sedãs médios no segundo semestre do ano passado com 14.015 unidades comercializadas e uma participação média de mercado no período da ordem de 25%.

A comercialização de 45.136 veículos em 2002 garantiu à Peugeot uma participação no mercado brasileiro de veículos de 3,21%, mantendo o ritmo de crescimento da marca no país – incrementado desde meados de 2001 quando do início da produção do 206 1.0 no Brasil.

O carro-chefe das vendas da marca continua sendo o modelo 206, nas versões 1.0 litro e 1.6 litro, ambos agora produzidos em Porto Real RJ, com 40.289 unidades comercializadas. Em seguida, o 307, importado da França e lançado no mercado brasileiro em maio, com 2.527 unidades, seguido do 406, que, também importado, vendeu 675 unidades.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors