Peugeot vence Rali da Austrália

Finlandês Marcus Gronholm conquista quinta vitória no ano
  1. Home
  2. Bolso
  3. Peugeot vence Rali da Austrália
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- O finlandês Marcus Gronholm, da Peugeot, conquistou sua quinta vitória este ano no Campeonato Mundial de Rali WRC, na Austrália, penúltima prova de 2002. Gronholm, já sagrado campeão na temporada, está perto de se igualar ao recorde do francês Didier Auriol, que em 1992 venceu 6 provas – ainda assim, não conseguiu ser campeão.

Gronholm dominou a prova australiana desde o segundo estágio, realizado na manhã de sexta-feira 1.

O inglês Richard Burns, campeão de 2001 e companheiro de equipe de Gronholm, teve problemas com seu 206 WRC e abandonou o rali. Harri Rovanpera, finlandês que também compete pela Peugeot, terminou a prova na segunda colocação.

O norueguês Petter Solberg, da Subaru, terminou em terceiro. O companheiro de equipe de Solberg, o finlandês tetracampeão mundial Tommi Makinen, que terminou a prova em quarto lugar, foi desclassificado pela comissão de prova. O motivo alegado foi que o Impreza WRC de Makinen estava 8 quilos abaixo do peso regulamentado.

A desclassificação de Makinen beneficiou o espanhol Carlos Sainz e o estoniano Markko Martin, ambos da Ford, ganharam uma posição cada e encerraram em quarto e quinto lugares, respectivamente. O escocês Colin McRae teve problemas com seu Focus WRC após um salto e abandonou a prova.

O maior beneficiado com a desclassificação do tetracampeão, no entanto, foi Toni Gardemeister, finlandês piloto da Skoda. O ponto obtido com a sexta colocação coloca a Skoda na briga pelo quarto lugar no campeonato de construtores com a Mitsubishi e a Hyundai. As três equipes têm 9 pontos cada.

O francês François Delecour, piloto da Mitsubishi, sofreu um grave acidente no sábado, quando perdeu o controle de seu Lancer EVO VII, bateu em uma árvore e capotou. Seu navegador, Daniel Grataloup, fraturou a bacia, o tornozelo direito e algumas costelas. Delecour escapou ileso e espera estar “em forma” já para a próxima prova, na Inglaterra.

Na Hyundai, uma onda de azar eliminou os três Accent WRC. O primeiro foi o belga Freddy Loix, que abandonou no segundo dia. Logo depois foi a vez do alemão Armin Schwarz, com problemas no motor. Por último, o finlandês tetracampeão Juha Kankkunen, que já venceu o rali australiano quatro vezes, deixou a prova a apenas 18 quilômetros do final, após ter problemas com a pressão do óleo do motor.

A próxima etapa será realizada na região de Cardiff, na Inglaterra, entre os dias 14 e 17 de novembro. O rali britânico é caracterizado pelo mau tempo, com muita neblina e chuva, o que deixa o piso de terra escorregadio e requer perícia ao volante.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors