Resignado, Moan assiste mais uma queda de vendas

Presidente da Anfavea diz que queda de 8,9% é porque agosto teve menos de dias úteis
  1. Home
  2. Bolso
  3. Resignado, Moan assiste mais uma queda de vendas
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

IMAGE

Pela segunda vez este ano as vendas de carros ficaram abaixo das 200 mil unidades. A primeira foi em fevereiro, mês com apenas 17 dias, quando foram vendias 179.221 unidades e a outra no mês passado, também um mês curto, com 21 dias úteis. Foram vendidos em agosto 199,8 mil carros e comerciais leves, o segundo pior desempenho em 2015, com queda de 8,9% em relação ao mês anterior.

 

Ao constatar a queda de vendas em relação a julho, na noite desta segunda-feira, o presidente da Anfavea (associação dos fabricantes), Luiz Moan, disse, resignado: “Já estou vendo as manchetes de amanhã: Mais uma queda de vendas de carros!”

 

Moan se referia à leitura apressada que, segundo ele, muitos jornais vão fazer do balanço do mês, mas destacou que, consideradas as vendas diárias, houve estabilidade. Foram vendidos em agosto 9.514 carros por dia, apenas 25 a menos do que em julho. A queda de 8,9% nas vendas totais é consequência do menor número de dias úteis em agosto (21, contra 23 em julho).

 

Na verdade essa discussão fica pequena diante da decadência do mercado este ano.

 

Em relação a agosto do ano passado houve queda de 22,9% e no acumulado do ano foi registrada mais numa queda: os 1.689.120 carros vendidos de janeiro a agosto deste ano significam uma redução de 20,4% em relação ao mesmo período do ano passado.

 

A média diária de vendas caiu 22,8%: foi de 13.261 unidades no ano passado e neste ano não passa de 10.238.

 

A Fiat fechou o mês mais uma vez na liderança, com 36.048 unidades e 18% participação, distanciando-se das suas principais rivais: a Volkswagen, em segundo, ficou com 14,2% e a GM, em terceiro, com 13,5%. A Ford confirmou o bom momento, avançando para 10,4% e a Hyundai mantém a quinta posição, com 8,3%.

 

Em seguida aparecem, pela ordem, Renault, Toyota e Honda. Mais distantes, Nissan, em nono lugar (2,5%) e a Jeep, que mantém a presença entre as dez marcas mais vendidas, com 2,4% se já ameaça a japonesa.

 

CLASS.

MARCA

UNIDADES

PART. %

FIAT

36.048

18

VW

28.338

14,2

GM

26.906

13,5

FORD

20.747

10,4

HYUNDAI

16.660

8,3

RENAULT

15.157

7,6

TOYOTA

14.882

7,5

HONDA

13.221

6,6

NISSAN

5.102

2,5

10º

JEEP

4.787

2,4

11º

MITSUBISHI

3.273

1,6

12º

CITROËN

2.539

1,3

13º

PEUGEOT

2.385

1,2

14º

AUDI

1.944

1

15º

MERCEDES-BENZ

1.604

0,8

16º

KIA

1.212

0,61

17º

BMW

1.185

0,59

18º

LAND ROVER

734

0,37

19º

CHERY

422

0,21

20º

SUZUKI

397

0,2

21º

LIFAN

379

0,19

22º

JAC

359

0,18

23º

VOLVO

238

0,12

24º

IVECO

234

0,12

25º

TROLER

175

0,09

26º

SUBARU

174

0,09

27º

MINI

168

0,08

28º

DODGE

133

0,07

29º

GEELY

53

0,03

30º

FOTON

51

0,03

31º

LEXUS

37

0,02

32º

PORSCHE

35

0,02

33º

JAGUAR

31

0,02

34º

SMART

30

0,02

35º

SHINERAY

27

0,01

36º

RDK

19

0,01

37º

RELY

17

0,01

38º

HAFEI

13

0,01

39º

CHRYSLER

11

0,01

40º

JINBEI

10

0,01

Total

 

199.803

 

 

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors