Subaru tem planos modestos, mas sólidos

Marca que pode crescer 95% em vendas no Brasil, quer fechar 2016 com 20 lojas

  1. Home
  2. Bolso
  3. Subaru tem planos modestos, mas sólidos
Marcelo Monegato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

IMAGE

Ousadia não é bem a palavra certa para definir os planos da Subaru no Brasil. Durante o lançamento dos modelos WRX e WRX STI nesta sexta-feira em Indaiatuba, interior de São Paulo, os executivos da marca de origem japonesa deixaram claro que os passos que estão sendo dados estão solidificando uma estrutura enxuta, mas que ao mesmo tempo já começam a mostrar os primeiros resultados em um cenário econômico ruim.

De acordo com Danilo Rodil, diretor de vendas da Subaru no Brasil, no primeiro semestre deste ano foram vendidas 757 modelos da marca, número 89% superior aos 400 carros emplacados durante o mesmo período do ano passado. Mais que isso: as 757 unidades deste ano já são mais que as 735 vendidas durante todo ano de 2013.

OUTROS VÍDEOS

Ano passado, ao todo, 1.126 Subaru foram vendidos no Brasil. Para este ano, a projeção é de 2.200 – um salto significativo (para o mundo Subaru) de 95%.

Para atingir estes números, além de investir em profissionais e treinamento, Rodil afirmou que a rede será ampliada. Em 2014, a Subaru tinha apenas 9 lojas em todo território nacional. Até o fim deste ano o número deverá saltar para 15 e em 2016 para 20 pontos de venda.

Desde 1998, a Subaru no Brasil é controlada pelo Grupo Caoa. A marca, no entanto, chegou ao Brasil seis anos antes, em 1992.

MUNDO

A Subaru tem duas fábricas no mundo, uma nos Estados Unidos e outra no Japão. Em 2014 a marca comercializou 913 mil carros nos 110 países em que está presente, e a previsão para este ano é que o número seja de 940 mil.

Consulte preços de carros novos e usados na Tabela Fipe e WebMotors.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors