Tata Nano começa a ser vendido em abril na Índia

Apresentação oficial do carrinho, que deveria custar US$ 2.500, ou R$ 6.000, acontecerá em 23 de março em Mumbai
  1. Home
  2. Bolso
  3. Tata Nano começa a ser vendido em abril na Índia
Gustavo Ruffo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- A Índia é conhecida por rivalizar com Hollywood na produção de filmes, mas ela estava quase competindo em novelas com o Brasil. A mais longa vinha sendo a do Tata Nano, o carro mais barato do mundo. Com início de vendas marcado para setembro do ano passado, o carrinho enfrentou um problemão com sua fábrica em Singur. Ela já havia sido praticamente terminada, mas a necessidade de mais terrenos e a disputa com fazendeiros, que começou a ficar hostil, levou a Tata a mudar a planta para Sarand, no Estado de Gujarat. O fim da novela, de todo modo, parece próximo. O Nano será oficialmente lançado para o mercado indiano em 23 de março, em Mumbai.

Como a construção de uma fábrica leva tempo cerca de dois anos, o Nano será produzido em plantas já existentes, em Pune e Pantnagar. É destes dois lugares que virão as primeiras unidades do carrinho, que começam a chegar às revendas indianas na primeira semana de abril e que poderão ser encomendadas a partir da segunda semana do mesmo mês.

O maior mistério a respeito do evento de 23 de março será sobre a manutenção do preço. Prometido para custar 1 Lakh em sua versão básica US$ 2.500, ou aproximadamente R$ 6.000 ao câmbio de hoje, o Nano pode ter tido algum acréscimo de preço com os contratempos que enfrentou. Isso pode até tirar dele o título de carro mais barato do mundo. Além do valor, a Tata também informará como será o sistema de reservas, a distribuição e provavelmente os planos de exportação. A expectativa de vendas, como se nota, é grande.

Com capacidade inicial para 250 mil unidades, a nova fábrica de Gujarat ficará em uma área de 1.100 acres, equivalente a 1.100 campos de futebol. Neste espaço, a empresa poderá expandir a produção para até 500 mil unidades por ano, mas tudo indica que a demanda será bem maior do que isso. Serão criados na região 10.000 empregos diretos e indiretos.

Com 3,1 m de comprimento, 1,5 m de largura e 1,6 m de altura, o Nano tem motor traseiro de dois cilindros, todo de alumínio, com 623 cm³ e 33 cv, o que pode parecer bem pouco, mas não é, considerando o tamanho do modelo. Ao contrário do que se dizia inicialmente, ele tem um sistema de câmbio manual convencional. O painel, só com o básico, fica no centro do painel, o que facilita a venda do modelo em países de mão inglesa com volante à direita, como na Índia e com volante do lado esquerdo. Não foram divulgados detalhes técnicos mais profundos, a não ser que ele acomoda quatro pessoas, tem quatro portas e posição alta dos bancos, para facilitar o acesso.

Assim como o “carro do povo” mais famoso do mundo, o Volkswagen Sedan, vulgo Fusca, o Tata Nano tem motor traseiro. A refrigeração é que é diferente, a líquido, enquanto a do velho Fusquinha era a ar. Pelo visto, ninguém mais vê vantagem no fato de o ar não ferver, slogan que a marca alemã usava para destacar o motor do Fusca. Até porque, hoje em dia, o ar pode até ferver, mas não pode é ficar poluído.

Siga a gente no Twitter! Novidades, segredos e muito mais: www.twitter.com/WebMotors

Gosta de urbaninos?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas para esse segmento:

smart fortwo

Fiat Cinquecento

Ford Ka

Mini

Daihatsu Cuore

Hyundai Atos

Leia também:

Abeiva registra janeiro melhor do que o mesmo mês de 2008

Fiat e Chrysler unem forças para enfrentar novo cenário mundial

Anfavea aguarda posse de Obama para falar em perspectivas para 2009

Vendas 2008: Ano fecha com crescimento de 14,1%

Inflação do carro tem leve alta em novembro

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors