Tire as dúvidas sobre como pagar o IPVA do carro

Veja tudo sobre o pagamento do imposto e saiba exatamente o que fazer para não ter problemas com a documentação do carro

  1. Home
  2. Bolso
  3. Tire as dúvidas sobre como pagar o IPVA do carro
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Além dos gastos diários para manter um veículo, todos os anos, os motoristas devem realizar o pagamento de outros tributos obrigatórios. Hoje, o WM1 vai ensinar o que é, como é calculado e como pagar o IPVA, estando ele em atraso ou não.

O que é o IPVA e por que ele é cobrado?

Antes de tudo, você sabe o que significa IPVA e por qual razão você deve pagá-lo anualmente? Primeiramente, a sigla significa Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores.

Ou seja, ele é um tributo estadual instituído pelo governo. O imposto tem de ser pago anualmente por todos os proprietários de veículos de passeio ou de utilitários, motos, caminhões, caminhonetes de carga, ônibus, embarcações e aeronaves.

O pagamento deve ser feito pelo proprietário do veículo, aquele que consta no registro. A cobrança ocorre no início do ano, a partir do dia 1º de janeiro. Ou, no caso de veículos novos comprados no decorrer dos meses, logo após a aquisição.

A cobrança, assim como tantos outros impostos, serve para arrecadar dinheiro para. O valor é dividido: 50% vai para o estado e os outros 50% é destinado ao município em que o veículo foi registrado.

icon photo
Legenda: Imposto é calculado sobre duas variáveis: valor do bem e região
Crédito: iSock

Como o IPVA é calculado?

O valor do IPVA é calculado de acordo com dois parâmetros: o valor venal do veículo e o local em que ele está registrado. Para definir o primeiro fator, é utilizado como estimativa o valor do modelo (versão e ano) de acordo com o levantamento anual divulgado pela Tabela Fipe. Aí, incide-se uma porcentagem, geralmente de 4%.

Já o segundo parâmetro, o do local onde o veículo foi registrado, vai variar de acordo com os estados e o Distrito Federal. Por ser um tributo estadual, a cobrança é diferente e cada local possui seus próprios critérios para definir o valor.

O que acontece se não pagar o IPVA?

Existe um mito de que se você não pagar o IPVA, o seu veículo pode ser apreendido. Isso não é verdade. Porém, há consequências ao deixar de realizar o pagamento do tributo na data correta.

A primeira delas é a multa, que aumenta a cada dia de atraso em relação ao vencimento do IPVA, além dos juros mensais, cobrados com base na taxa Selic. Porém, assim como o cálculo do imposto, o valor da multa vai variar de acordo com o local em que o veículo está registrado.

Outro problema que o proprietário vai ter ao não pagar o imposto é quando chegar a data do licenciamento. Esse documento serve para permitir que o automóvel circule de maneira regular. Só que, para recebê-lo, é preciso estar com o pagamento regularizado do IPVA.

Ao rodar com o veículo sem portar o licenciamento atualizado, aí sim ele poderá ser apreendido pelos órgãos competentes. Para liberar o automóvel, é preciso pagar todas as suas pendências, ou seja, além do IPVA, multas (por andar com o documento irregular) e as taxas necessárias (reboque e pátio).

Como pagar o IPVA atrasado?

Se por algum motivo não foi possível realizar o pagamento do imposto em dia, os proprietários de veículos devem acessar o site do Detran do seu estado ou da Secretaria da Fazenda (Sefaz) para pagar o IPVA atrasado.

Uma nova guia será gerada com os valores atualizados, ou seja, além do que foi calculado, entram também as multas e as taxas cabíveis. Após o boleto do IPVA ser emitido, você terá uma nova data de vencimento. O pagamento poderá ser realizado via internet ou nas próprias instituições financeiras credenciadas.

icon photo
Legenda: Boleto pode ser gerado on line
Crédito: IPVA

Como ficar isento do IPVA?

Para se livrar do pagamento do IPVA, existe a isenção do imposto. Mas como ela funciona? Serve para qualquer um? Bom, não são todos que podem ficar isentos, mas vamos mostrar quem são as pessoas ou os veículos que têm o benefício:

  • Veículos de embaixada
  • Veículos de transporte escolar
  • Veículos de entidade filantrópica
  • Veículos de taxistas
  • Veículos de PcD
  • Motoristas de aplicativo, por exemplo, não são isentos. Como o IPVA é de responsabilidade estadual, vale conferir no portal do Detran do seu estado ou Distrito Federal se existem outros beneficiários isentos do tributo.

    Como pagar o IPVA em 2020?

    O início do próximo ano já se aproxima, e com ele chega novamente a necessidade de realizar novamente o pagamento do tributo. Para fazer a consulta do IPVA e saber o valor que deve ser pago, você irá entrar no portal do Detran do seu estado ou do Distrito Federal e preencher com o número do Renavam e a placa.

    Se você não sabe onde encontrar este número, ele fica no documento do veículo. Após acessar e preencher os dados, basta apenas emitir a guia e realizar o pagamento nas instituições financeiras credenciadas.

    Para quem tem um dinheirinho guardado logo no começo do ano, fazer o pagamento à vista pode render um desconto no valor total. A outra opção é o parcelamento do IPVA, que pode ser feito em até três vezes - mas, nesse caso, não há mais descontos.

    Vale lembrar: a data de vencimento do IPVA 2020, assim como em outros anos, será feita de acordo com a placa do veículo. Planeje o orçamento de 2020 com esses valores incluídos e evite atrasar as parcelas ou o pagamento à vista. Fique atento às datas no site do Detran do seu estado.

    Encontre veículos com o IPVA pago aqui na Webmotors!

    Se você procura por opções de veículos no mercado de usados, procure no portal da Webmotors por modelos que já estão com o pagamento em dia e evite um gasto extra logo após a compra.

    Comentários

    Ofertas Relacionadas

    logo Webmotors