Renault apresenta Kwid elétrico na Europa

Subcompacto será o mais barato do continente com esse tipo de propulsão; marca também revelou conceito do Mégane

  1. Home
  2. Elétricos
  3. Renault apresenta Kwid elétrico na Europa
Marcus Celestino
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Renault revelou oficialmente, durante evento online, o Dacia Spring Electric. O modelo nada mais é que o Kwid elétrico. O subcompacto chega ao mercado europeu como o modelo 100% eletrificado mais barato do mercado. Não à toa, o fabricante chama o veículo de "revolucionário".

O modelo de produção do Kwid elétrico não difere muito do que já havíamos visto no Dacia Spring Concept. Para vender o produto por preço competitivo, a Renault abusou do uso de plástico no exterior e no habitáculo. O quadro de instrumentos do modelo é bem simples, com tela de 3,5''.

O pequenino Dacia Spring Electric é empurrado por motor elétrico que gera 45 cv de potência e 12,6 kgf.m de torque. A autonomia do Kwid elétrico é de 225 km com uma carga no padrão WLTP. No entanto, de acordo com a Renault, em ciclo urbano chega a 295 km. A velocidade máxima do subcompacto é de 125 km/h. No modo ECO, o carrinho chega aos 100 km/h.

A recuperação de 80% da carga em apenas 30 minutos, se conectado a uma estação de 30 kW, é um ponto positivo. Por meio de uma tomada doméstica de 2,3 kW, o Dacia Spring Electric pode ser carregado em menos de 14 horas. No modo alternado, via wallbox de 7,4 kW, você consegue 100% de carga em menos de cinco horas. O bocal de carregamento fica na grade dianteira.

Em termos de segurança, o Dacia Spring Electric dispõe de seis airbags, limitador de velocidade, ABS, ESP e outros itens. Como opcionais, o cliente poderá levar para casa a central multimídia Media Nav, com tela de 7'' e compatível com Android Auto e Apple CarPlay, ar-condicionado, retrovisores com regulagem elétrica e câmera de ré.

Segundo o Electrek, a Renault deve vender o Dacia Spring Electric por mais ou menos 10 mil euros, o equivalente a R$ 66 mil em conversão direta. O Kwid elétrico começa a ser vendido na Europa no primeiro semestre do ano que vem. O fabricante ainda não revelou se pretende comercializar o subcompacto no Brasil.

Mégane eVision

A Renault também revelou o conceitual Mégane eVision. O modelo é uma prévia da versão de produção do novo crossover elétrico do fabricante.

O conceito recupera o nome Mégane e tem visual bem interessante, com destaque para a grade dianteira iluminada e para as rodas de 20''. Além disso, a carroceria é harmoniosa e mescla com sucesso elementos de SUV e hatchback.

2020 Megane Evision
icon photo
Legenda: Mégane eVision antecipa versão de produção construída sobre a plataforma CMF-EV

Segundo a Renault, o conceito tem propulsor elétrico de 160 kW e baterias de 60 kW. Ainda de acordo com o fabricante, o modelo é capaz de ir de Paris até Lyon com uma única carga. De carro, a rota mais curta entre as cidades é de 464 km. A partir daí, dá para saber que autonomia do veículo deve ficar, mais ou menos, na cada dos 500 km.

A versão de produção do Mégane eVision será construída sobre a plataforma CMF-EV. O modelo, que será lançado em 2021, é o primeiro de uma nova família de elétricos do fabricante.

Comentários