Volkswagen cria Kombi corujinha elétrica

Modelo ano 1963 é rebatizado de e-Bulli, usa propulsor elétrico de 63 cv, tem 200 km de autonomia e custa R$ 350 mil

  1. Home
  2. Elétricos
  3. Volkswagen cria Kombi corujinha elétrica
Renan Rodrigues
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Especialmente fora do Brasil, tornouse moda transformar carros clássicos em veículos elétricos. Agora, a Volkswagen fez isso com a famosa Kombi "corujinha". A marca já havia feito isso experimentalmente em outra unidade da van e também com um Fusca, mas agora parece ser pra valer. Vale lembrar que o fabricante desenvolve uma nova geração do modelo somente elétrica.

Voltando à clássica Kombi, a unidade escolhida foi do ano 1966, chamada de Samba Bus na Alemanha. A única diferença com relação à nossa "corujinha" está nas janelas no teto. O modelo também foi rebatizado e passa a se chamar e-Bulli.

Apesar do visual igual ao antigo, o motor boxer de quatro cilindros, que rende 43 cv e 10,4 kgfm, foi trocado por um elétrico de 63 cv e 21,6 kgfm - devidamente instalado na traseira. Com isso, a velocidade máxima foi elevada para os 130 km/h.

Sem pedal de embreagem

E você achou que nunca ia ver uma Kombi dos anos 1960 automática? Pois bem, o câmbio, como de costume em elétricos, é automático de apenas uma marcha. Há ainda a possibilidade de escolher o nível de regeneração de energia das frenagens. A autonomia é de 200 km.

A Kombi vista de cima em uma estrada com um extenso gramado e a rodovia se perdendo no horizonte
icon photo
Legenda: Volkswagen Kombi Corujinha elétrica e-Bulli tem freios a disco nas quatro rodas e suspensão multibraço
Crédito: Divulgação

Há ainda alterações mecânicas, como a suspensão dianteira e traseira do tipo multibraço, com amortecedores ajustáveis, suportes de bobina e um novo sistema de direção, além de freios a disco ventilados nas quatro rodas.

Outros itens são faróis e lanternas de LED, tablet como central multimídia e rádio estilo retrô, mas com funções modernas. O preço sugerido é de € 64.900, ou R$ 353 mil em conversão direta.

Comentários