Conheça os tipos de freios existentes

Assim como todas as partes do carro, o conjunto de frenagem teve grande evolução ao longo dos últimos anos

  1. Home
  2. Graxa
  3. Conheça os tipos de freios existentes
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

De suma importância para a segurança do carro, os freios evoluíram muito nos últimos tempos. Construído com diversos tipos de materiais, o conjunto de frenagem está cada vez mais eficiente. Mas é claro que, quanto mais avançado o sistema, mais caras são as peças.

Em alguns supercarros, o conjunto de freios chega a custar o equivalente ao preço de um carro popular. Para tirar dúvidas, o WM1 listou os tipos de freios disponíveis nos carros atualmente.

Tambor

Carro antigo
icon photo
Legenda: Freio a tambor foi o primeiro utilizado nos carros
Crédito: Divulgação

Sistema mais básico de frenagem, o tambor ainda é utilizado no eixo traseiro de muitos carros zero-quilômetro. Com construção simples e grande durabilidade, ajuda a diminuir os custos de construção do veículo.

Era utilizado em todas as rodas de carros mais antigos, o que podia comprometer a capacidade de frenagem por aquecer com mais facilidade do que os freios a disco.

Disco de aço

Disco de freio
icon photo
Legenda: Disco de freio de aço é o mais utilizado atualmente
Crédito: BartekSzewczyk / iStock

Primeira modernização do sistema de freio, os discos são bem mais eficientes que os tambores. Em boa parte dos carros novos vendidos no Brasil, os discos são utilizados nas rodas dianteiras, por este normalmente ser o eixo de tração.

São os discos dianteiros, nesses casos, que exigem maior esforço do sistema de frenagem quando trabalham em conjunto com os tambores das rodas traseiras.

Disco de cerâmica

Freiodeceramica
icon photo
Legenda: Discos de cerâmica são mais resistentes que os de aço
Crédito: Divulgação

No patamar acima dos discos de aço estão os discos de cerâmica. Com capacidade de frenagem superior, ele suportam temperaturas mais altas e sofrem menos com a perda de eficiência em frenagens longas, como uma descida de serra, por exemplo.

Disco de carbono

Freiocarbono
icon photo
Legenda: Na Audi, o disco de carbono usa pastilhas de cerâmica para ser mais eficiente
Crédito: Divulgação

O topo de linha dos discos de freio é produzido em carbono. Bastante leve, o sistema é extremamente resistente a altas temperaturas e tem uma capacidade de frenagem impressionante.

Obviamente, são caríssimos e costumam equipar superesportivos, cujo sistema de freio precisa ser compatível com seu desempenho.

Comentários