Diferenças entre câmbio automático e automatizado

Entenda como funciona esses dois diferentes tipos de sistemas de transmissão

  1. Home
  2. Graxa
  3. Diferenças entre câmbio automático e automatizado
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Existem diferenças entre câmbio automático e automatizado? Sim, existem! Embora sejam invisíveis aos olhos – e aos comandos do motorista –, elas estão na disposição das peças desse sistema. Conheça agora mesmo mais detalhes!

Dito de maneira simples, a diferença entre câmbio automático e automatizado está na estrutura do sistema de transmissão, que faz com que as engrenagens e demais peças funcionem de forma diferente em cada tipo.

Como funciona o câmbio automático?

Esta caixa muda as marchas de forma automática, de acordo com a aceleração do carro. Nesse tipo de transmissão, não há embreagem, mas um conversor de torque, um sistema hidráulico que envia a força do motor para o próprio câmbio.

E o que é o câmbio CVT?

Câmbio CVT é um tipo de câmbio automático. Ele é continuamente variável e não tem marchas, funciona por meio de duas polias conectadas a uma cinta de aço, que permitem variações infinitas. Na prática, o carro acelera de maneira gradual. Também economiza mais combustível e é mais suave.

Como funciona o câmbio automatizado?

Diferentemente desse sistema hidráulico, no câmbio automatizado há um sistema eletro-hidráulico – ou 100% elétrico, dependendo do modelo. O que isso significa exatamente?

Que há sensores eletrônicos que percebem a mudança na velocidade e enviam as informações necessárias à embreagem pela parte hidráulica. Daí, então, as marchas se ajustam por meio de um robô - por isso, tais caixas também são conhecidas como transmissões robotizadas.

O modelo é semelhante ao câmbio manual, porém sem o pedal da embreagem. No lugar, há atuadores mecânicos que realizam sozinhos a função da embreagem e trocam as marchas.

Já na transmissão 100% eletrônica há três motores elétricos que acionam a embreagem, selecionam e engatam as marchas. É importante dizer que há carros com câmbio automatizado de duas embreagens, o que garante (bem) mais agilidade nas trocas.

Mini Cooper 2018 câmbio automatizado
icon photo
Legenda: Câmbio automatizado da Mini Cooper
Crédito: Divulgação

 

Câmbio automático ou automatizado: qual é o melhor?

Os dois são bons. Eles são apenas diferentes. Porém, o desempenho do carro com câmbio automatizado de embreagem simples tende a ser menos preciso que o com transmissão automática. Além do mais, as trocas de marcha podem vir a dar “trancos”.

O automatizado, por outro lado, é mais barato e econômico. O câmbio automático costuma demandar mais combustível e tem maiores custos de manutenção e de mão de obra – que precisa ser especializada.

O que deve ser considerado na hora da escolha do câmbio é o que se espera do carro. Prefere um veículo mais confortável? CVT. Quer economia de combustível? Câmbio automatizado. Ou quer um modelo de respostas mais rápidas? Neste caso, é a caixa automática ou de dupla embreagem.

Automático, automatizado, CVT ou manual, não importa o tipo. Na Webmotors você encontra o carro ideal para suas necessidades e desejos. Confira agora mesmo os nossos modelos.

Comentários