Gasolina: normal, aditivada ou premium?

Opções se diferenciam pelo preço, aditivos e pela octanagem, que pode influenciar no desempenho em casos especiais

  1. Home
  2. Graxa
  3. Gasolina: normal, aditivada ou premium?
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

"Gasolina Comum, aditivada ou premium?". Não é difícil ser indagado com essa frase por um frentista ao chegar no posto para abastecer o carro. Mas você sabe quais são as diferenças entre esses tipos de gasolina?

Os combustíveis se diferenciam pelos aditivos, pela octanagem e, claro, pelo preço. A gasolina comum é a mais básica e mais barata. A maior parte dos carros que roda em solo nacional funciona bem com ela. Essa gasolina é vendida com 87 octanas. A octanagem é o índice de resistência à detonação de combustíveis usados em motores de ciclo Otto.

Álcool ou gasolina. Qual combustível vale a pena?
icon photo
Legenda: Gasolina aditivada tem aditivos que limpam o sistema de injeção do automóvel
Crédito: iStock

Depois da gasolina comum, a aditivada é a segunda opção mais barata. Com o mesmo nível de octanagem que a comum, a gasolina aditivada se diferencia pela adição de detergentes na sua fórmula.

Esses aditivos ajudam a limpar o motor durante a queima do combustível, evitando que a sujeira se acumule nas câmaras de combustão, nas velas, nos bicos injetores, entre outras partes.

Topo de linha

Por último - e também mais cara - está a gasolina premium. Ela é indica para motores de alta performance, pois seu maior nível de octanagem ajuda no rendimento do propulsor. Com 91 octanas, essa gasolina consegue extrair o melhor desempenho do motor.

Além da maior facilidade na queima, a premium tem ainda mais aditivos que a gasolina aditivada, também contribuindo para a limpeza do sistema de injeção.

Cada fabricante recomenda um tipo de gasolina para o motor do seu carro. Para saber qual o mais apropriado para o seu, vale consultar o Manual do Proprietário. Ali, a marca informa qual o tipo mais recomendado.

Comentários