Quando trocar o óleo do carro? Descubra!

Confira os intervalos para substituição do produto e tire outras dúvidas em relação à lubrificação do motor

  1. Home
  2. Graxa
  3. Quando trocar o óleo do carro? Descubra!
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Um assunto traz diferentes dúvidas pertinentes em milhares de motoristas: quando trocar o óleo do carro? Existe um prazo único para todos os veículos? Como escolher o lubrificante ideal para o meu modelo? Para ajudá-los, o WM1 responderá essas e outras perguntas relacionadas. Confira!

Troca de óleo em carros que rodam com frequência

Para motoristas que utilizam seu veículo no dia a dia, ou até mesmo de uma maneira frequente, a troca do óleo do carro é realizada com um prazo diferente dos que rodam pouco. As montadoras medem esse período de duas maneiras: por meses ou quilômetros.

No caso dos veículos que rodam com frequência, o tempo deve ser medido pela quilometragem. Em um modelo novo, as revisões vão cumprir esse papel de verificação para a troca do óleo, portanto, basta segui-las corretamente até o fim.

Após o pacote de revisões acabar, mantenha o mesmo período indicado pela montadora. A informação vai estar presente no manual do proprietário. Porém, o comum é: a cada 10 mil km para carros flex ou a gasolina e 20.000 km para movidos a diesel.

De qualquer forma, nada te impede de levantar o capô e verificar visualmente o nível atual do óleo do carro. Caso seja necessário a troca antes do período, não exite em levar o modelo à loja ou especialista de confiança para realizar o serviço ou faça você mesmo.

Caso fique em dúvida sobre qual é o local ideal para olhar, ao levar o carro para abastecer, pergunte ao frentista se ele pode ajudá-lo a verificar o nível. Lembre-se apenas de manter o motor desligado, esperar pelo menos cinco minutos para o veículo esfriar e verificar o nível do lubrificante com o carro em um terreno plano.

Troca de óleo em carros que rodam pouco

Conforme falamos, o prazo de troca do óleo para carros que rodam pouco é diferente. De acordo com as montadoras, o motorista deve se atentar ao lubrificante após um período de 12 meses, mesmo que mal tenha rodado com o modelo nesse período.

Mas como definir quando um carro roda pouco? Bom, com momentos como o do isolamento social causado pela Covid-19, milhares de motoristas deixaram seus veículos na garagem por um longo tempo.

Caso o modelo esteja parado há meses, esse é um exemplo de um carro que roda pouco. Outras situações, como uma viagem longa ou uma batida que fez com que você resolvesse deixar o veículo encostado por um longo período, também pedem troca em 12 meses.

Mesmo que não tenha chegado aos 12 meses completos, verifique o nível do óleo do motor antes de sair com o carro. Assim você evita possíveis problemas.

Quando trocar o óleo do carro: imagem mostra uma mão colocando óleo no motor
icon photo
Legenda: Troca de óleo: você precisa fazê-la a cada 12 meses, caso não tenha usado o carro
Crédito: iStock

Por que trocar o óleo do carro?

O que muitos motoristas desconhecem, é que existe um prazo de validade para o lubrificante. Rodar com o óleo vencido pode acarretar em problemas futuros no veículo. Mas será que existe um limite de quantos km pode rodar com o óleo vencido? Bom, na verdade não. O ideal é que o lubrificante seja trocado o quanto antes.

Como escolher o óleo do carro?

São diferentes siglas, especificações e tipos para carros diesel ou ciclo Otto (a etanol, gasolina, gás natural ou bicombustível), que podem confundir os motoristas. Para ajudá-los, vamos mostrar como escolher o óleo do motor correto para o seu veículo. Entenda melhor.

Para começar, existem três especificações: mineral, sintético e semissintético. Antes de comprar algum tipo de lubrificante para o motor do seu carro, veja qual é o recomendado no Manual do Proprietário.

Por fim, conheça o significado e a diferença de função das siglas que constam na embalagem do produto. Esse é outro parâmetro que você vai utilizar para diferenciar a qualidade do lubrificante e o tipo adequado para o seu carro.

Sigla: API (American Petroleum Institute)

A sigla API se refere aos níveis de desempenho do óleo. A partir dela, é possível dividir as especificações em duas categorias: S (service) para os motores do ciclo Otto e C (comercial), para os movidos por diesel.

Ambas são acompanhadas de uma segunda letra, em que quanto mais avançada for no alfabeto, mais avançado será o óleo. Ou seja, em um lubrificante para motor Otto, ao observar as siglas, a opção SA é inferior à SE, que é inferior à SM e assim sucessivamente.

Sigla: SAE (Society of Automotive Engineers)

Essa sigla tem como função apontar os níveis de viscosidade que aquele óleo tem. Para quem não sabe, viscosidade caracteriza a resistência de um fluido ao escoamento. Assim, quanto maior for a viscosidade apontada na embalagem do produto, menor será a velocidade com que o fluido percorrerá as partes do motor.

A medição é realizada de duas maneiras diferentes. Por exemplo, em um óleo de motor que na embalagem aponta para “25W60”, o primeiro número representa a viscosidade do lubrificante ao dar a partida do carro em temperatura ambiente. Portanto, quanto mais baixo for, menos esforço o motor nessa tarefa.

Já o segundo medidor de viscosidade representa a partida do motor em temperaturas altas. Aqui, quanto maior for o número, maior será viscidez do lubrificante.

Quando trocar o óleo do carro: homem faz a verificação do óleo
icon photo
Legenda: Verificação do óleo do motor deve ser frequente
Crédito: iStock

Para que serve o óleo do carro?

O óleo do carro serve para lubrificar as peças internas do motor. Pode parecer simples, mas não tê-lo no nível adequado, nas especificações recomendadas de fábrica e dentro da validade pode trazer grandes riscos ao veículo. Portanto, é de extrema importância seguir todas as dicas citadas ao longo do conteúdo.

Além disso, ao comprar ou vender um carro usado, como as milhares de opções disponíveis no portal da Webmotors, lembre-se de verificar esse componente. Isso irá garantir uma venda mais valorizada ou uma compra mais segura.

É preciso mudar óleo e filtro juntos?

Sim. O filtro de óleo é o componente responsável por filtrar quaisquer resíduos presentes. Portanto, ao substituir o lubrificante do carro, é ideal que mude também o filtro para ter um novinho e limpo no lugar, em vez de manter um com acúmulo de impurezas.

Como trocar o óleo do carro?

Se você não tem experiência no assunto e nunca fez antes, o melhor a fazer é levar o carro ao mecânico de confiança para que ele realize o serviço. Como você pode notar, além da questão de quando trocar o óleo do carro, é necessário se atentar ao tipo de lubrificante indicado pelo fabricante do veículo, entre outras coisas.

Comentários