Renault terá elétricos movidos a hidrogênio

Dois modelos serão lançados no Brasil com autonomia de até 370 km, mas grande trunfo está na recarga que leva 10 minutos

  1. Home
  2. Graxa
  3. Renault terá elétricos movidos a hidrogênio
Renan Rodrigues
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Renault decidiu que irá até triplicar a autonomia de seus veículos utilitários elétricos. Para isso, em parceria com a Symbio, subsidiária do Grupo Michelin, a fabricante equipará os modelos com uma célula de combustível de hidrogênio.

Outra vantagem, segundo a Renault, é que o hidrogênio permite aos veículos elétricos viagens de longas distâncias e maior facilidade na hora da recarga, uma vez que é necessário aguardar apenas de 5 a 10 minutos. A recarga é feita em postos especializados e funciona quase igual ao abastecimento comum com gasolina ou etanol.

 Sistema de abastecimento é similar ao convencional
Legenda: Sistema de abastecimento é similar ao convencional

O Renault Master Z.E, que chegará no primeiro semestre de 2020, terá autonomia triplicada, passando de 120 km para 350 km. O utilitário será vendido nas versões furgão e chassi-cabine. Equipado com 2 tanques de hidrogênio localizados sob a carroceria, o veículo vai oferecer duas opções de volume: 10,8 m³ e 20 m³.

Ofertas Webmotors

No entanto, o Renault KANGOO Z.E. Hydrogen será o primeiro a testar a tecnologia ainda em 2019. Segundo os números divulgados pela marca, o furgão terá a melhor autonomia entre os elétricos dessa categoria com 370 km. Oferecendo um volume de carga de 3,9 m³, com um adicional de 110 kg, este veículo deverá estar disponível na França pelo preço de 48.300 euros sem impostos.

“Com os novos lançamentos, os clientes profissionais terão toda a autonomia necessária para os trajetos de longa distância e um tempo de recarga recorde. Mas os benefícios vão muito além, pois o Renault MASTER Z.E. Hydrogen e o Renault KANGOO Z.E. Hydrogen poderão rodar com uma energia a cada dia mais descarbonizada, respeitando o meio ambiente e oferecendo todo o conforto de condução da motorização elétrica”, destacou Denis Le Vot, diretor da Divisão de Veículos Utilitários Renault-Nissan

Os veículos elétricos movidos a hidrogênio funcionam com uma célula de combustível, que combina o hidrogênio de seus tanques com o oxigênio do ar, essa combinação gera uma reação química que libera eletricidade.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors