Vai "ressuscitar" o carro? Cuidado com os pneus

Seu veículo ficou parado mais de dois meses devido à quarentena e você quer colocá-lo na ativa? Dê trato nos "calçados"

  1. Home
  2. Graxa
  3. Vai "ressuscitar" o carro? Cuidado com os pneus
André Deliberato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Carro parado por muito tempo também representa uma espécie de uso "severo". Se você deixou seu possante estacionado por mais de dois meses nessa quarentena e planeja voltar à ativa nas próximas semanas devido à flexibilização em algumas cidades, cuidado com os pneus.

Já falamos aqui sobre qual combustível utilizar nessa "retomada" e sobre a validade da gasolina e outros combustíveis. Agora vamos dar dicas para uma boa revisada nos pneus, que são componentes fundamentais do carro e grandes influenciadores quando o assunto é consumo de combustível. Para tirar as dúvidas, consultamos engenheiros da SAE (Sociedade de Engenheiros da Mobilidade).

Vá direto calibrar

A primeira coisa a se fazer é calibrar os pneus. Vá direto a um posto de combustível e nivele os pneus de acordo com a pressão indicada no manual - esses dados também podem ficar marcados em alguma parte do carro, normalmente na dobradiça da porta dianteira, em um adesivo na coluna.

"Manter a pressão correta é essencial para aumentar a durabilidade dos pneus", garante a SAE. Só que a realidade é diferente, já que boa parte dos veículos no Brasil circulam sem os pneus devidamente calibrados - pois este não é um hábito dos motoristas brasileiros.

O ideal, segundo especialistas, é realizar a calibragem semanalmente ou, no máximo, a cada 15 dias. Justamente por isso este deve ser o primeiro passo para quem for "ressuscitar" o veículo.

Troca de pneus
icon photo
Legenda: Pneu é parte fundamental do carro e ajuda no consumo de combustível. Saiba cuidar deles
Crédito: iStock

Balanceamento e/ou rodízio

Outro ponto que precisa ser observado é o estado dos pneus e da ponta do eixo que o recebe. Talvez seja uma boa hora de checar a necessidade de um balanceamento, que é feito para corrigir qualquer desajuste causado por um buraco ou pelo grande tempo parado, por exemplo.

O balanceamento faz com que as rodas girem sem vibrações. Quando feito, o motorista roda com mais conforto e preserva a vida útil dos pneus, além de também economizar combustível. Para notar um pneu desbalanceado é preciso reparar em detalhes, como trepidação de volante, bancos e/ou painel, além de uma tendência natural do carro em "puxar" para um dos lados.

Talvez também seja boa hora de fazer um rodízio. Isso significa fazer um revezamento entre os pneus com o objetivo de prolongar sua vida útil - isso acontece exatamente porque os conjuntos de pneus dianteiros e traseiros sofrem desgastes diferentes. Dá até para fazer em casa, mas é importante realizar os serviços de balanceamento depois de fazer a troca.

Para entender a ordem das trocas em um rodízio, consulte o Manual do Proprietário ou o borracheiro de sua confiança. É preciso ter cuidado, pois existem carros com tração dianteira, tração traseira e 4x4, além de diferentes tipos de pneus, incluindo alguns que são unidirecionais, ou seja, feitos para rodar apenas para um lado.

Comentários